O primeiro confronto masculino do blog é entre o britânico Robert Pattinson e o francês Louis Garrel. Ambos têm a mesma faixa etária e são responsáveis pelos delírios das fãs, cada um no seu quadrado. O quadrado de Pattinson é escuro e cheio de vampirinhas pré-adolescentes, convém dizer (desculpem, não resisti). Mas só pela tiração de onda, começo com ele.

Robert Thomas Pattinson (o malvadão das fotos) tem 25 anos e nasceu em maio de 1986, na Inglaterra. Até agora, Robert é ator, modelo, músico e já atuou como produtor executivo no filme Lembranças, em que também foi ator. Ele é conhecido principalmente por ser o bruxo Cedrico Diggory dos filmes Harry Potter e o vampiro Edward Cullen da série Crepúsculo (que já vai para seu quinto e último filme, amém). Pattinson diz que se a carreira como ator não decolar, sua segunda opção é a música. Além de personagens sobrenaturais, Pattinson também interpreta pessoas de verdade. Ele prova isso nos filmes Feira das Vaidades, Uma Vida Sem Regras, Água para Elefantes, Poucas Cinzas e Lembranças (menos de 50% dos filmes em que aparece). Em Poucas Cinzas, a propósito, ele interpresa o surreal pintor surrealista Salvador Dalí. To louca para ver isso. Robert Pattinson ganhou uma porção de prêmios da MTV, ao estilo de “melhor beijo do ano”. Na vida amorosa, Robert diz ser “para casar”. Entre seus peguetes estão Natalie Portman (também fiquei chocada) e a companheira de elenco Kristen Stewart (que eu jurava que preferia meninas… whatever). E isso é tudo o que se pode dizer sobre Robert Pattinson, eu acho.

Louis Garrel é um ator francês e nasceu em 1983. Hoje tem 28 anos e é filho do diretor francês Philippe Garrel. A mãe de Louis é atriz também, bem como seu avô e padrinho. Louis Garrel estudou no Conservatório de Paris, importante escola de artes da França. Quando tinha apenas 6 anos, o pai começou a colocá-lo em seus filmes, tendo sido as suas duas primeiras atuações em películas dirigidas por Philippe Garrel. Contudo, nos anos 2000, Louis virou paixão platônica do diretor Christophe Honoré, aparecendo em  cinco de seus filmes. Fez mais alguns filmes com o pai e com outros diretores, atuando inclusive no filme de sua namorada/esposa Valeria Bruni, irmã mais velha de Carla Bruni. Valeria é 19 anos mais velha que Garrel. Em 2010, Garrel atuou no segundo filme do menino prodígio canadense Xavier Dolar, que aos 22 anos, já caminha para o seu terceiro filme. Em 2008, Louis Garrel foi roteirista e diretor de seu primeiro curta-metragem, Mes Copains.

Qual o rapaz mais talentoso, amigos? Conhecerei mais da obra de Garrel ou engolirei meu preconceito contra Pattison? rs Votem lá na barra da lateral direita 🙂

Sobre o(a) autor(a)

Andressa Vieira

Jornalista, cinéfila incurável e escritora em formação. Típica escorpiana. Cearense natural e potiguar adotada. Apaixonada por cinema, literatura, música, arte e pessoas. Especialista em Cinema e mestranda em Estudos da Mídia (PPgEM/UFRN). É diretora deste site.

Postagens relacionadas

12 Responses

  1. Avatar
    Tatiana Lima

    Mas que covardia com o Robert insosso Pattinson, hein? Bom, já entreguei minha opinião, mas vou argumentar. Acho ele fraco, sem expressão, e parece não querer dar de si quando atua; “sem sal” é o que melhor o define. Já o Garrel tem charme, um humor peculiar e aquele jeito de homem atormentado que sempre me conquista. Fora que ele deu um show cantando também, em Canções de Amor. É o alter-ego perfeito do Christophe Honoré. Acho que você deveria ver TODOS os filmes dele. Ganha mais 😉

    Responder
  2. Avatar
    Andressa Vieira

    Oi, Tati! Eu já vi alguns filme dele… entre eles “Canções do Amor”, ele está incrível. Vi outros três além desse rsrs Mas como overdose de talento não é pecado, resolvi colocá-lo no paredão xD Obrigada por votar 😀 Abraços!

    Responder
  3. Avatar
    Anonymous

    não conheço esse tal de Garrel mas pelas fotos que eu vi ele perde pro Robert em beleza,quanto a atuação não posso dizer nada.Outra coisa eu não acho o Robert “sem sal”

    Responder
  4. Avatar
    Anonymous

    dai descobriu mais sobre o Garrel ou engoliu o preconceito contra o Robert ? deve ter engolido pois melhor que o Robert o Garrel não é.

    Responder
  5. Avatar
    Liis Bonifácio

    Querida Tatiana Lima,
    é como sempre dizem né? Gosto é qe nem BRAÇO, tem gente qe num tem U_U’ se vooc acha o Robert “sem sal” então vai lá e faz um teste pra gravar qualquer filme qe seja, até pra ser empregada e vê se consegue passar.. Se vooc não sabe, ele “derrotou” mais de 200 homens pra ganhar o papel do Edward Cullen, e vamos combinar né, ele nem fazia sucesso pra falar que foi isso qe influenciou… Então, pesquisa mais, e assiste melhor os filmes, antes de sair dando palpite ook?!
    Beijos fofa!

    Responder
  6. Avatar
    Andressa Vieira

    Anônimo, acabei fazendo os dois. Afinal, a arte e o talento devem ser apreciados em todos os seus âmbitos. Mas confesso que continuo tendo uma quedinha a mais pelo Garrel…
    Obrigada pela visita e pelo comentário!

    Responder
  7. Avatar
    Anonymous

    Eu acho o Robert Pattinson incrivél,eu nao conheço o garrel mas pelas fotos ele é muito feio, enquanto o robert pattinson é lindissimooooooo!!!Por isso eu concordo plenamente com os anónimos.

    Responder
  8. Avatar
    Kimmy

    O Robert Pattinson é lindo, é um bom ator e ninguém pode negar. O único fato de não ser prestigiado quando a isso é pelo simples fato da saga Crepúsculo, que virou “modinha”. Eu já gostava dele antes da saga Crepúsculo, e não fui influenciada por isso. Não gosto da saga vampiresca, mas admiro o ator, ele atua bem sim e tem um jeito pessoal. Garrel é lindo também, e logo que o conheci achei parecido com o Pattinson. Ele é um ótimo ator, e as expressões do rosto, nossa…! Enfim, não posso escolher só um!!

    Responder
  9. Avatar
    Ju

    Que ofensa comparar o Garrel o com Robert Pattinson, rs. Tudo bem, que tirando o vampiro-fada até q eu já vi umas coisas legais do Robert Pattinson, mas comparar com o Garrel??? O Louis é puro fetiche, ele é extremamente sensual, tem um sorriso capaz de iluminar a tela, um rosto de menino com um olhar de homem, sem falar que tem uma filmografia extremamente melhor. Compará-lo ao Pattinson é colocá-lo a mercê do olhar afetado desses adolescentes que kkk nem sabem quem é o Louis, OH, só quem já viu o Louis em cena sabe e sabe muito bem que nem é cabível uma comparação dessas.

    Responder

Deixe um comentário

Your email address will not be published.