Futebol se joga com PES: será mesmo?

Videogame é um dos meus hobbies prediletos, seja gastando o dinheiro com alguma novidade ou atualização, ou gastando tempo jogando alguma coisa que me agrade e me interessa. Games possui algo especial, foi a melhor forma de entretenimento que encontrei. Vídeos no Youtube são legais, séries, filmes, fotografia, bolinha de gude, mas nada superou o meu interesse pelos games. Eles fazem uma parte muito especial da minha vida, então espero que os textos que sairão agora toda terça-feira possam agradar aqueles que, como eu, possuem essa intimidade com o mundo dos games. Como diria o nosso amigo encanador do bigode: here we go!

A seção de Games é muito nova no O CHAPLIN, ainda em formulação em seu formato, busquei alguns canais famosos para me inspirar e deixar o conteúdo o mais agradável possível. Sendo assim, não tendo esse formato, será tudo na base da experiência, nós fazemos e vocês comentam o que ficou bom ou o que ficou ruim, certo?

O game escolhido da vez é o aclamado (odiado) e esperado PES 2014. Já que estamos em clima de Copa do Mundo, nada mais justo que começar falando sobre um game de futebol!

Uma das belas imagens de PES 2014
Uma das belas imagens de PES 2014

PES dispensa apresentações sobre o gênero utilizado no game, que é um dos mais vendidos na atualidade, o esportivo ligado ao futebol. Talvez muita gente que nunca compraria um vídeo game já chegou a comprar o seu console para jogar aquele futebol, o que sempre é divertido se você tiver amigos que gostem do gênero. PES é uma franquia consagrada desde a quinta geração de consoles (entende-se pela que possuía o PS One), que na época era conhecido no Brasil por Winning Eleven. Ela vem acumulando milhares e milhares de fã pelo mundo (inclusive este que vos escreve). Desde 2010 que PES vem revolucionando o mundo dos games esportivos de futebol, trazendo gráficos belos e uma jogabilidade única e peculiar.

Pontos Positivos

As ligas licenciadas foram mantidas, trazendo times reais em campeonatos reais. PES 2014 foi apresentado como um o jogo de futebol que revolucionaria os gráficos para um game de futebol, de forma a tornar a jogatina ainda mais envolvente e interessante. A missão foi cumprida, os gráficos do novo PES são extremamente lindos, de tirar o fôlego para qualquer amante de gráficos bem desenhados, ainda mais se tratando de futebol. Desde o detalhe da grama aos grandes estádios que te fazem sentir dentro do Morumbi ou da Vila Belmiro dos Santos, o novo motor gráfico (engine) Fox Engine mostrou todo o seu poder.

A movimentação dos jogadores ficou mais suave e lenta neste novo PES, comparado à versão de 2013. Dificilmente um jogador sairá correndo de uma ponta a outra do gramado sem que alguém o pare ou em um tempo razoável, além do que, o jogador mostra-se cansado depois de correr em alta velocidade por um determinado tempo, assim temos um jogo menos frenético, porém mais real. Os detalhes ficaram mais acabados em cada jogador, vemos a camisa se movimentado de forma natural, como na vida real e o gramado se desgastando de forma mais realística. As customizações de rostos ficaram ainda mais elaboradas, permitindo que criemos rostos mais próximos aos que realmente desejamos.

Capa do game no Brasil
Desenvolvedora Konami
Distribuidora Konami
Data de lançamento 24/09/2013
Plataformas: PC, PS3, XBOX 360, 3DS, PSP e PS2 (sim, ele ainda vive!)

Pontos Negativos

A parte mais bizarra do game é que, apesar de belo, bem feito e acabado esteticamente falando, tudo o que eles construíram até o PES 2013 foi, aparentemente jogado fora. Exatamente, tudo jogado no lixo. A jogabilidade de PES 2014 nem de longe lembra ao do seu antecessor, os movimentos demoram a responder, os botões são confusos e pouco intuitivos, os dribles não respondem como antes, havendo um delay grotesco entre você apertar os botões e o jogador te responder. Toda interatividade criada no rumo ao estrelato foi retirada, você não possui mais um empresário para te ajudar com os clubes, poucas cenas com o jogador, uma péssima introdução ao esquema de jogo.

Mas se fosse só isso era perdoável. O problema mais grave no Rumo ao estrelato fica por conta da câmera área, que nas edições anteriores acompanhava o jogador, afinal de contas você está controlando apenas um jogador, e a câmera faz o imenso favor de se posicionar com a bola, te deixando fora do quadro e perdido em campo. O seu antecessor fazia exatamente o contrário do que mencionei antes, acompanhava o jogador com a bola área por onde o jogador estivesse facilitando as jogadas importantes. E a câmera que dá a visão do jogador é ainda mais confusa e mal posicionada, se movimentando de forma errônea quando nos aproximamos de lances de contra ataque principalmente, obrigando o jogador olhar o radar para saber se existe alguém na sua frente e tentar driblar quem estiver, sem ver o que está na sua frente, devido à câmera ter um delay tão grande de virar o câmera para onde o jogador está andando. A narração ficou tão porca, que tudo é falado com atraso e com uma qualidade de som tão horrível que é preferível tirá-la do jogo, deixando muito a desejar.

Todo o poder da Fox Engine em beleza
Todo o poder da Fox Engine em beleza

Se vale ou não a pena jogar? Eu acredito que não. O game regrediu muito nos quesitos apresentados, não lembrando nem de perto o que os outros PES construíram até aqui. Uma das coisas mais legais que fiz foi comprar todos os PES de 2010 a 2013 na caixinha das lojas que vendiam jogos para PC e TODOS eles valeram a pena. Sem exceções. De ano para ano, PES evoluía e trazia conceitos novos, qualidade gráfica melhorada, sistemas de rumo ao estrelado e de administração da equipe como técnico que te fazia jogar por horas e mais horas sem parar (falo por experiência própria). PES 2014 gerou expectativas muito grandes, prometendo muito e cumprindo muito pouco. Os gráficos são realmente bonitos, mas sabe aquela história que gráfico não é tudo num jogo? Ela se torna tão viva e real quando nos decepcionamos com um game de tão baixa qualidade. Se o game estiver em uma promoção muito BOA, não gaste mais que 20 reais com um game que só mostra beleza e desprezou a qualidade de jogabilidade.

RESUMO

Pontos positivos

  • Ligas licenciadas das versões anteriores foram mantidas;
  • Nova engine Fox Engine;
  • Os melhores gráficos da geração atual de games de futebol;
  • Movimentação mais suave e simuladora que versões anteriores;
  • Detalhes de roupas e objetos mais realistas;
  • Alta gama de customização de rostos no modo de rumo ao estrelato;
  • Jogadores com rostos ainda mais detalhados.

Pontos Negativos

  • Jogabilidade horrorosa;
  • Delay na resposta de comandos;
  • Rumo ao estrelato mal feito e explicado;
  • Mal posicionamento da câmera no rumo ao estrelato;
  • Narração porca.

Confira uma gameplay do jogo.