Quem nunca assistiu a desenhos animados quando criança (para aqueles que tiveram a oportunidade de nascer na geração TV)? Desenhos fazem o sucesso da garotada, seja ele do Super Choque (sim, eu assistia a isso), Looney Tunes, Pink e o Cérebro, Johhny Bravo, Família Addams, Homem-Aranha, Formiga Atômica, As Meninas Superpoderosas, Riquinho, Os Cavaleiros do Zodíaco, Papa-Léguas e Coiote, He-Man, X-Men, Wally Gator, Capitão Caverna e As Panterinhas, Tartaruga Touché, Tom e Jerry, Liga da Justiça, Taz-Mania, Tutubarão e tanta coisa. Não dá para colocar tudo aqui não, cansei. Temos tanto conteúdo televisivo para assistir que dá para passar horas nos divertindo com desenhos animados.

Imagem clássica do desenho que passa no canal de televisão Record

Blogueiros sempre pensam no que pode se tornar inspiração para escrever a vocês, (tão queridos) leitores. Logo, quando vi um gibi um tanto quando deslocado dentro do que costumo ver (de Turma da Mônica a Mickey e sua turma), achei estranho. Todavia, deparo-me com um revistinha do nosso amado Pica-Pau! Fiquei tão curioso, que meu cartão foi saindo do meu bolso sem que eu deixasse e passando na maquininha (exijo material para crítica mais barato. Ora pois!). Brincadeiras à parte, comecei a ler, no início até imaginei que seriam histórias novas, algo complementar e até um pouco paralelo do que vemos na TV. Parei, tomei meu suco de laranja e conclui: “não mesmo, não se mexe em time que está ganhando”. Acertei em cheio! Gol de placa.

Não fiquem chateados com a editora Deomar (idealizadora do gibi), porque por mais ridículo que pareça, o conteúdo ficou incrível. A ideia foi genial, levar no bolso todas as histórias do Pica-Pau que passam na TV é uma ideia tão simples, mas ao mesmo tempo muito boa. As crianças gostam de ver o mesmo filme, desenho e programa diversas vezes. Quem nunca decorou uma frase, ou falas de um filme inteiro? É um processo natural, a criança (principalmente) gosta de repetir para se sentir mais dentro do que ela está assistindo e ouvindo. Isso dá liberdade de falar, junto, contar, rir, chorar, morder e apertar nos momentos certos e bem marcados. É como uma rotina, que quando bem aplicada à criança, se torna natural; não chato e monótono.

Edição número 2 do gibi do pica-pau

Com os gibis do Pica-Pau, a criança tem a oportunidade de estar dentro do mundo do Pica-Pau e ler diversas vezes. Viu só, a ideia não é boa? Além de se divertir com as histórias engraçadas do personagem, está treinando, mesmo que de forma reduzida, sua leitura. Além do mais, lendo, pude ouvir a voz de cada personagem, mesmo depois de tanto tempo sem assistir aos desenhos, imagine uma criança que assiste todos os dias. Fiz uma experiência muito simples, meu pai (por mais incrível que isso pareça) adora as histórias do Pica-Pau, a ponto de rir alto e achar bastante engraçado. Dei na mão dele as histórias da décima edição, foi risada em poucos minutos. Se isso entretém um adulto, imagine uma criança!

Você que procura histórias novas, um Pica-Pau diferente, com um conteúdo mais jovem, refeito e mais maduro, passe bem longe destes gibis, será um dinheiro jogado fora. Você que procura as histórias mais simples, divertidas e engraçadas, este gibi certamente te agradará e muito. É importante lembrar que a editora não trouxe as histórias dos desenhos animados novos do Pica-Pau para o gibi, somente os clássicos. Isso tem um porquê muito cretino: o novo Pica-Pau não deu certo. Apesar de divertido, não deu tanta audiência quanto o clássico, logo, investir em algo que possivelmente não seria digerido é atirar contra o próprio pé.

Há alguns muitos anos, mais precisamente no ano de 1954, saiu a primeira revista em quadrinhos do Pica-Pau, que foi publicado pela editora Abril, mas que depois não continuou com o projeto, o que foi uma pena. Os desenhos que encontramos nas páginas da revista são na verdade a imagem do que vemos na TV com as falas escritas para a leitura.

Interessou-se? Então, corra na banca mais próxima e adquira já o seu exemplar. Se você gostar a ponto de querer todos, a editora permite a encomenda das edições anteriores pelo preço da última revista nas bancas.

Apenas um gostinho das páginas dos quadrinhos de Pica-Pau

Sobre o(a) autor(a)

Avatar

Analista de Sistemas, nas horas vagas web designer, estudante de Sistemas de Informação, apaixonado por Tecnologia, Informática, videogames, rock n' roll, boa música, teatro, cinema, gibis e quadrinhos. Se um sorriso resolvesse todas as coisas, seria uma pessoa muito bem resolvida com a vida. Além disso, Cristão por escolha e amor, amante das pessoas e do calor humano.

Postagens relacionadas

2 Responses

  1. Avatar
    Naiane Reis

    Oi sou muito fã do pica pau e tenho alguns gibis dele eu amo ler os gibis e adoro ver o pica pau na tv. Tenho 19 anos , moro em Porto Alegre e as vezes e difícil encontrar os gibis do pica pau nas bancas. Queria ter todos os gibis dele. Gostei do seu blog. Continue com o bom trabalho. Bjs

    Responder
    • Avatar
      Matheus Geres

      Obrigado pela sua visita! Espero que continue gostando do site e do pica-pau. A editora Deomar pode te fornecer os que estiverem no catálogo, dá uma procurada por eles, vale muito a pena adquirir.

      Responder

Deixe um comentário

Your email address will not be published.