O Screen Actors Guild Awards ou SAG Awards aconteceu no último sábado, 30/01, e o prêmio foi considerado por muitos um tapa na cara do Oscar deste ano. Desde a saída dos indicados ao Oscar 2016, circulam comentários sobre a falta de profissionais negros nas indicações de atuações, direção e até na de melhor filme.

O SAG premia atores do cinema e da TV, e em meio a tantos trabalhos, artistas e indicações, a diversidade falou mais alto. Começando com a premiada Uzo Aduba (Orange Is The New Black), que levou o prêmio de melhor atriz coadjuvante em série cômica, o que não surpreende, já que Uzo destrói com sua interpretação de uma detenta deficiente mental.

CaArQV7WcAAD4ZB

Outro prêmio importante ainda nas séries de TV foi o de melhor elenco em série cômica. Orange Is The New Black, uma série que, vale lembrar, respira diversidade sexual e étnica, levou o prêmio com todo o mérito. A representante dessa vez foi Laura Prepon (Alex Vause), com um discurso sobre diversidade muito bonito, referindo-se à variedade de etnias do elenco. “Olha para este palco… Isto é o que falamos quando falamos de diversidade.”

Laura Prepon na hora de agradecer o prêmio.

Laura Prepon na hora de agradecer o prêmio.

Ainda na televisão, tivemos Idris Elba levando o prêmio de melhor ator pela minissérie Luther, mas as rainhas da noite foram definitivamente Queen Latifah (Bessie) e Viola Davis (How to get away with murder) que falaram sobre os negros e o poder deles nas premiações, fazendo assim uma crítica direta ao Oscar. Idris Elba também foi reconhecido pela sua atuação belíssima em Beast Of No Nation e também levou o prêmio de melhor ator coadjuvante.

CaA89VWWwAAe9TF

Dentre todas as sequências de premiações que se seguiram durante o mês de Janeiro, o SAG foi sem dúvidas o prêmio mais honesto dentre todos eles. A cerimônia não valorizou apenas O Regresso, mas também abrangeu ótimos filmes que foram semi esquecidos em outras premiações como O Quarto de Jack, A Garota Dinamarquesa e Beasts Of No Nation.

Viola Davis levou o prêmio pela sua atuação em How To Get Away With Murder

Viola Davis levou o prêmio pela sua atuação em How To Get Away With Murder

Não apenas no cinema o prêmio foi honesto, mas as categorias de TV também seguiram o mesmo ritmo. Premiar Transparent, Bessie, Luther e Orange Is The New Black foi algo que passou reto por tantas outras cerimônicas deste ano. O SAG Awards 2016 não foi um prêmio preguiçoso, fugiu à mesmice da temporada de premiações e configurou-se como, até então, o mais honesto e bonito prêmio do ano.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.