Em vários textos que escrevi para este blog, recorri aos gregos para assim melhor analisar obras fílmicas ou literárias. A necessidade de recorrer a eles não se trata apenas de uma pesquisa qualquer, mas sim devido a muitos termos e significados terem suas gêneses na Grécia, em alguns casos ainda predominam as acepção delimitada pelos primeiros filósofos. Não é à toa que em muitos trabalhos acadêmicos vemos várias citações que têm como principais autores nomes como Platão, Aristóteles, Pitágoras, Plotino aí por diante. O objetivo é usá-los não só com o intuito de elucidar dúvidas, mas também como forma de confirmar suas ideias. Você pode estar achando exagerada essa minha afirmação, contudo, leitor, vale a pena lembrar que as obras inicias em cursos como Artes e Direito são nada menos que A República e A Ética a Nicômaco, escritas por Platão e Aristóteles, respectivamente.

85127_ggA necessidade de recorrer aos gregos, seja em estudos acadêmicos ou em críticas de colunas culturais, desenvolve um  imprescindibilidade enorme de se obter obras que nos permitam elucidar e auxiliar os nossos escritos, fazendo com que a cada texto grego achado seja o mais rápido possível traduzido e em seguida lançado como uma obra literária para que possa ser vendida. Seguindo essa lógica, a Compannhia das Letras lançou uma grande obra, Sobre a Ira/Sobre a Tranquilidade da Alma, escritos que datam da metade do século I d.c. e em formato epistolar.

A obra traz consigo dois diálogos que têm como intuito expor e explorar uma forma terapêutica para assim alcançar um estado que nos permita buscar uma serenidade plena acalmando assim nossa alma, nos permitindo esquecer nossos medos, conflitos e estresses. Em determinado ponto, a obra nos mostra a filosofia não apenas como uma ciência que nos faz refletir, mas também como uma ferramenta de suma importância para ensinar-nos de forma prática como se viver melhor.

Contudo, querido leitor, não se trata de uma obra de auto-ajuda, tanto que a abordagem do livro é extremamente teórica, onde conseguimos os recursos de uma linguagem retórico-literária, nos permitindo a transformação do nosso estado de ânimo. Para aqueles leitores que ficaram curiosos, recomendo a leitura, destacando a importância que os gregos tiveram na nossa construção do saber.

O livro foi lançado pelo selo Penguin e está sendo vendida ao preço de capa de R$ 26.

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published.