Oscar. Novamente esta época do ano em que a Academia anuncia seus indicados e os cinéfilos ficam loucos, arrancando os cabelos, para verem o máximo de filmes possíveis que estão concorrendo à estatueta.

Desde 2014, se não me engano, comecei a acompanhar também esse fervor cinematográfico. Mas eu sempre tive uma queda pelo desconhecido, digo, pelo filmes que não estão tão assim nos holofote. Não que as indicações de “Melhor Filme”, “Melhor Diretor” ou “Melhor Roteiro Original” estejam fora da minha lista, nada disso. Mas muitas categorias consideradas menores, as de curta-metragem, têm conteúdo bastante interessantes – embora sejam meio que ignoradas pela grande mídia.

Os Fantásticos Livros Voadores do Sr. Morris Lessmore foi o vencedor do Oscar de melhor curta de animação em 2011

Os Fantásticos Livros Voadores do Sr. Morris Lessmore foi o vencedor do Oscar de melhor curta de animação em 2011

A minha ideia inicial era fazer uma lista com os filmes de curtas de animação que estão concorrendo nesse Oscar 2016, mas como nenhum deles está disponível online, com legendas ou sem falas, resolvi pesquisar mais a fundo, dessa vez sobre curtas-metragem de animação que ganharam o Oscar em outros anos, para fazer um lista de recomendações, seguindo o mesmo critério de haver legendas ou ser mudo (ou com poucas falas), a fim de não prejudicar o entendimento do espectador.

Sem mais, segue a lista:

2000 – Father and Daughter – Michaël Dudok de Wit

Curta ganhador de 2000, com um traço limpo, por vezes frondoso, destacando a luz e a sombra, conta a história de um pai que parte numa viagem de barco e na sua filha, que visita, todo dia de bicicleta, o lugar aonde o pai partiu, a espera de sua chegada.

2001 – For the Birds – Pixar

Engraçado notar o avanço das animações em 3D ao longo desses anos (notem a modelagem dos personagem, e principalmente as penas). For the Birds é uma animação bobinha e engraçada de passarinhos em um fio de telefone.

2003 – Harvie Krumpet – Adam Elliot

Animação feita em massinha, que conta a história de Harvie, filho de pai lenhador e de uma mãe que conversa com pessoas que não estão lá. Qualquer palavra a mais seria um spoiler danado do curta. Não pesquisem sobre, assistam antes!

2008 – La Maison en Petits Cubes – Kunio Katō

Aqui temos a historia de um senhor, já velho, que vive em um tipo de lugar onde tudo é alagado e é preciso se erguer mais e mais sua casa ao decorrer do tempo para que ela também não seja engolida pela água.

2009 – Logorama – Nicolas Schmerkin

Imagine um universo onde tudo, tudo tudo, fosse feito de logos: os prédios, os carros, as pessoas, os animais, tudo. Nesse curta temos uma versão de Los Angeles toda feita disso, onde Ronald McDonald é um criminoso, e o Mr. Pringles é dublado pelo DAVID FINCHER!!!

2011 – The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore – Moonbot Studios

Aqui temos a história de um rapaz, que me lembrou vagamente o Buster Keaton. Após um furacão destruir a cidade aonde ele vivia, passa a viver em uma biblioteca misteriosa onde os livros têm vida.

2012 – Paperman – Walt Disney Animation Studios

Esse acho que todo mundo já viu, então não preciso falar muito dele, ahah.

2014 – Feast – Walt Disney Animation Studios

Um cachorrinho de rua, viciado em comer guloseimas, é adotado por um homem e a partir de suas refeições acompanhamos o avanço do tempo e da relação deles.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.