O ser humano está em constante busca pela evolução e pela descoberta do desconhecido desde os seus primórdios. A fixação por vida em Marte, exploração cósmica, futuros utópicos e, claro, a queridíssima viagem no tempo! O assunto viagem no tempo foi e ainda é muito discutido entre os seres habitantes do planeta Terra. Será mesmo que é possível visitar o passado e conhecer o futuro?

A sétima arte retrata de forma sucinta e deveras complexa a viagem no tempo. Teorias, exemplos práticos e formas de se viajar no tempo já foram descritas, no cinema e na literatura, com clássicos sobre a temática em ambas as mídias.

tumblr_m0ydi6thpy1rozk7ho1_500

O mais interessante sobre a viagem no tempo são as discussões de como é o futuro, quais são as tecnologias que os seres humanos futuristas detêm e o modo de vida da época. O primeiro filme a retratar a vigem no tempo é A Connecticut Yankee In King Arthur’s Court, baseado numa obra de mesmo nome do autor Mark Twain. O filme original de 1921 infelizmente não existe mais, contudo foi feito um remake em 1931, que virou um musical em 1949. No filme, um jovem engenheiro de Connecticut volta no tempo, especificamente na era do reinado do Rei Arthur e lá ele tem que usar seus conhecimentos mais avançados para vencer os inimigos.

Esse filme foi o primeiro a ter um viajante no tempo para o passado. Contudo, outro filme que marcou época justamente com o conceito oposto, ou seja, um viajante foi para o futuro, é Just Imagine (1930), que é um musical sci-fi. No filme, um rapaz é atingido pelo raio no mesmo ano de estreia e é revivido só na década de 80. Na película, é possível ver como os diretores e roteiristas da época já imaginavam 50 anos a frente do seu tempo.

Viajar no tempo pode ser muito divertido aos olhos dos leigos, porém as viagens no tempo-espaço têm seus riscos, e esses riscos podem modificar toda a linha temporal entre passado, presente e futuro e mudar o destino de toda a humanidade. Além das mudanças que podem ser causadas por ações mínimas, como o viajante mover um lápis ou uma caixa, isso pode resultar em um paradoxo temporal, o que também é muito, muito perigoso.

back-to-the-future-opinion-on-musical

Viajar no tempo ainda é fisicamente impossível, mas o sonho de conhecer outras eras já foi e ainda é retratado com muito amor e por vezes se tornam verdadeiros clássicos. O primeiro a tratar sobre este assunto na literatura foi o mestre H.G Wells, com o livro A Máquina do Tempo, de 1895, porém o melhor livro sobre viagem no tempo vem do ilustre Isaac Asimov, O Fim da Eternidade, de 1955, que é nada mais, nada menos que o melhor livro escrito sobre viagem no tempo de acordo com a crítica especializada. Lá você encontra uma espécie de manual prático sobre a viagem no tempo, com paradoxos, consequência de uma viagem má resolvida e referências às tecnologias futuras.

Já no cinema, existe uma dezena de filmes que tratam sobre viagem no tempo, um exemplo é Feitiço do Tempo (1993) e Os 12 Macacos (1995). Porém, num ranking de melhores filmes sobre o assunto sem dúvidas é a trilogia De Volta Para o Futuro (1985-1990), além de O Exterminador do Futuro (1984), que se destaca. Todos esses filmes citados são ótimos para a explicar tudo sobre a viagem no tempo, mas claro que existem vários outros que você, caro leitor, encontra no final desse artigo. As séries de TV também abordam o assunto e a mais famosa e referenciada no assunto é Doctor Who, no ar desde 1963.

Sem dúvidas, a viagem no tempo é algo fascinante, de longas discussões em roda de amigos e fóruns por toda a rede. Lembrando que a aventura pelo tempo é algo extremamente perigoso e tem suas consequências, mas não deixa de ser algo divertido e usado pela arte, muitas vezes, apenas para fins de educação ou pela intrigante busca pelo autoconhecimento.

Lista de filmes para adentrar no universo da viagem no tempo
  • Efeito Borboleta
  • O Homem do Futuro
  • X-Men: Dias de um Futuro Esquecido
  • Meia-noite em Paris
  • MIB – Homens de Preto 3
  • Interstellar
  • Superman (1978)
  • As Aventuras de Peabody e Sherman

Dica extra de game: Life is Strange

Deixe um comentário

Your email address will not be published.