Academia Jedi é sequência da série fofinha de livretos sobre Star Wars

Se com “Darth Vader e Filho” e “Princesinha do Vader” (resenhados aqui no blog), Jeffrey Brown já cativou crianças e marmanjos fãs de Star Wars, com “Academia Jedi” também não é diferente. O novo quadrinho de Brown agora conta a história de Roan Novachez, um garoto que acaba de sair do colégio convencional e tem que seguir a sua vida decidindo qual escola ele deseja frequentar.

De início, Roan quer seguir a mesma carreira do seu pai e do seu irmão mais velho,  ir para a academia de pilotos, porém após ser recusado na escola que tanto desejava, ele acaba sendo convidado pelo próprio Mestre Yoda para entrar na Academia Jedi. Já na Academia Jedi, localizada em Coruscant, Roan fica um tanto deslocado e com bastante medo dos seus professores de início, porém logo faz novos amigos e também conhece os seus valentões, plot muito comum em histórias desse gênero.

Dotado da sutileza dos traços de Brown e com uma tipografia muito fofa e engraçada, o quadrinho é de leitura muito rápida (infelizmente). A imersão no mundo é imediata, diferentemente das últimas duas publicações lançadas pela Editora Aleph, que foram lançadas na forma de cartoons. Academia Jedi traz justamente o contrário e conta a história completa de Roan e seus amigos nas diversas aventuras propostas no universo de Star Wars.

Apesar de suas características infantis,  a trama pode ser facilmente lida por adultos e a diversão persiste com o mesmo ar, mérito claro dos seus personagens coadjuvantes cativantes, mais do que o próprio protagonista. Por exemplo, é bem divertido ver Yoda em quadrinhos dando conselhos inspiradores para os jovens cavaleiros Jedi.

sad
Ilustração que mostra o interior da arma utilizada em star wars

Os valentões da escola vestem-se com trajes mais escuros, simbolizando o lado negro (Sith) e os mais bonzinhos claramente são os que irão seguir o lado bom (Jedi). Dentre as aulas mais comuns como História, Biologia, tem o Uso da Força aparecendo aqui e ali e claro que nosso protagonista não se adequa logo de primeira.

Academia Jedi vale super a pena ter um lugar especial na estante de cada um dos fãs e seguidores mais fanáticos de Star Wars, a história é bem descompromissada e serve de fato para distrair, além de ser um descanso perfeito entre uma leitura e outra. Os traços doces minimalistas são super agradáveis tanto para olhos adultos, como também para os infantis.

dead