Eniac Music Festival: Savant Inc aposta em produção autoral

60661_526680797361432_194162365_n

A Banda Savant Inc sobe ao palco e começa a brincar com os instrumentos, passando rapidamente o som. Quando começam a tocar, todos no Eniac Music Festival ficam contagiados com seu som: começam com o som pesado e vão para o melódico com harmonia impecável entre os músicos. O som post-hardcore e metal core levou todos a se unirem na frente do palco para pularem e cantarem junto com a banda. A banda é formada por Shark (vocal), que arrebenta com seus guturais, Bruno Figueiredo (vocal), que fica responsável pelo a voz melódica e deixa as garotas apaixonadas, Henrique (guitarra), com seus rápidos riffs que fazem com que a galera se agite cada vez mais, Alla (baixo), com sua técnica excepcional, e o Leandro (bateria), quebrando tudo na batera e recebendo muito elogios dos jurados e carinho das garotas. A banda está em atividade desde 2009. Lançou o clipe “Quando o Sol Nascer” agora em 2013 e já é um sucesso. Você pode também conhecer o trabalho dessa galera na sua página no Facebook e ouvir mais músicas no Soundcloud.

O Chaplin – Sendo um evento de música, mas não um evento de música direcionada ao público que curte metal, vocês tiveram algum tipo de receio por tocar após uma banda que segue um caminho parecido e que foi tão rejeitada pelo júri?

Savant Inc – Nós viemos aqui fazer o que nós sabemos fazer, não viemos fazer nada mascarado, porque nosso som é esse e procuramos dar o nosso melhor. O legal é que acabamos caindo no gosto do pessoal do júri, claro que estávamos um pouco preocupados, mas lembramos que teve um jurado que falou para outro participante que eles não deveriam seguir uma determinado movimento, mas criar algo que as pessoas pudessem seguir e é isso que estamos propondo. Esse movimento já existe, criado desde 2008, e a gente faz essa mistura, que envolve o peso, envolve o sentimento. O Savant Inc se resume a isso: peso e feeling.

O Chaplin – Vocês têm dois vocais. Como vocês fazem para dividir as partes, como funciona?

Savant Inc – Nós tentamos fazer tudo com sentimento, nós sentamos juntos (os vocais), analisamos a música na qual a gente tem que pôr a voz  e simplesmente vem o sentimento do som, a melodia, os berros, vamos decidindo devagar e encaixando a letra em cima daquilo. Temos a sorte de termos estúdio, isso faz com que possamos aproveitar bastante com dois microfones, experimentando e definindo o que vamos levar aos nossos fãs.

O Chaplin – Quando a banda surgiu? Desde quando vocês estão juntos? Quem foi “o cérebro” de tudo?

Savant Inc – A banda foi formada em 2008, ficamos um ano internados em um estúdio fazendo música e somente em 2009 começamos a sair para tocar pelo cenário musical de Guarulhos e São Paulo. O cérebro de tudo foi o vocalista Tubarão, que tinha outra banda, já estava na cena  há 13 anos, tinham músicas na MTV, outras que tocavam na rádio 89 Fm… Já fizemos abertura de várias bandas internacionais, a banda já estava bem grande, mas acabou, deu um tempo. A galera deu uma separada seguindo outros projetos. Aí decidimos montar o Savant Inc, o pessoal veio entrando conforme o tempo, devagar, a história veio acontecendo e hoje a banda já tem 4 anos no cenário musical. Nós nos sentimos muito bem com os resultados alcançados, pela resposta do público, pelo número de fãs que aumenta a cada dia. A banda está estruturada para enfrentar tudo que vier pela frente, nós somos uma equipe bem forte, temos muitas discussões construtivas, mas todos são bem maduros, para que a banda possa se beneficiar dos pensamentos e ideias de todos.

O Chaplin – Quais são os projetos para os próximos anos, alguma novidade?

Savant Inc – Nós temos um clipe que foi lançado agora, está atingindo 50 mil visualizações no Youtube, estamos muito felizes por isso. Temos planos para o ano de 2014 vir com um novo disco, com novas músicas, um novo vídeo clipe e um novo CD. Com esse novo CD, vai ter muito material novo como camisetas. Estamos com um projeto de fazer um tour pelo Brasil em 2014: trata-se de uma iniciativa encabeçado pela Michelle Ornelas da banda Mor, o nome do projeto é Abisal, esse projeto escolhe algumas bandas para rodar o Brasil no cenário underground, com o apoio da Lei Rouanet. Nós vamos fazer shows em nove capitais, junto com as bandas John Wayne, Project 46, Glória e Dead Fish, todos os shows são públicos, essa é uma ótima oportunidade para apresentarmos o trabalho por todo o Brasil. Todos os show são públicos, mas com uma boa estrutura montada para as bandas apresentarem seus trabalhos, com apoio das prefeituras e dessa lei de incentivo à cultura.

O Chaplin – Contem-nos uma história que já aconteceu com a banda.

Savant Inc – Fomos gravar um videoclipe em três cidades, Paulínia, Americana e Bertioga. Em Paulínia fomos os seis em um carro de duas portas, com o equipamento, e gravamos o vídeo das 10h da manhã até as 18h, intervalos de 10 a 15 minutos, quanto mais nós adiantávamos os takes, nós podíamos descansar, com exceção do baterista, independente de quem fosse tocar ou cantar o baterista tinha que estar lá atrás. Quando o pessoal do lado esquerdo está tocando, o pessoal do lado direito descansa e vice-versa, mas o baterista está no meio em todas as cenas. Foi muito cansativo, mas ficamos muito felizes com o resultado, com a aceitação do público, saber que nossos fãs adoraram, isso é muito gratificante.

O Chaplin – Nós d’O Chaplin temos a oportunidade de acompanhar muitas bandas no cenário underground da grande São Paulo e existem muitas bandas na noite. O que faz o Savant Inc ser um diferencial?

Savant Inc – Nós não sabemos dizer se somos um diferencial, mas se realmente nós formos, acredito que seja por que passamos o nosso som para o público com muita verdade, essas músicas são nossas, nossas composições, nosso som, cada letra é feita muito com o coração, envolvemos todo o sentimento para que consegamos expressar aquilo que estamos sentimos para o público, para nossos fãs. Não sabemos se iremos ganhar o Festival, mas se for a gente, acreditamos que seja por isso, por toda essa verdade, esse sentimento que procuramos passar para o público. Fazemos um som daquilo que acreditamos ser o certo, com muita verdade, amor e conseguimos alcançar um público que curte desde um metal mais pesado até um som mais melódico. Estamos confortáveis também pois impomos respeito frente a produtores, ao público em geral, aos nossos fãs, a outras bandas e também a nós mesmos. O início realmente não é fácil, mas antes de tudo nós nos respeitamos, sabemos quais as dificuldades para alcançar nossos objetivos, mas a banda sempre está unida, tem uma sinergia muito legal, todos se reúnem para resolver as coisas, esse respeito que temos é algo muito legal e muito forte que faz com que o Savant Inc cresça a cada dia.

O Chaplin – Vocês tiveram muitos problemas de som?

Savant Inc – Não diríamos problemas, mas é diferente você tocar com um equipamento que não é seu, que muitas vezes não atende aquela proposta da banda. Não ter um tempo para passar o som em um equipamento que você não conhece, que não sabe muitas vezes como foi ajustado, dificulta muito. Geralmente, temos de 40 minutos a 1 hora para passar o som e hoje não teve isso, mas no geral estava muito bem organizado, apesar das diferenças das bandas, dos estilos, os equipamentos estavam bem dispostos e deu para mostrar nosso som muito bem.

Banda Savant Inc no Eniac Music Festival
Banda Savant Inc no Eniac Music Festival