O Rock in Rua #4 é um festival de música a acontecer dia 8 de fevereiro, em Santa Cruz – RN, sob responsabilidade da banda Cinema Roma. Nessa edição, o festival vai homenagear dois importantes nomes da música brasileira: o cantor e compositor Nando Reis e a banda Biquíni Cavadão. O palco será montado na Praça Central da cidade e a banda está bem animada pra mais uma edição.

O Chaplin conversou com Ranieri Fernandes, vocalista da banda Cinema Roma. Na conversa, falamos principalmente sobre o evento que está por vir, mas também aproveitamos pra conhecer um pouco da banda – que por enquanto tem tocado covers, mas planeja para 2014 a gravação de um EP. Confiram abaixo a entrevista completa:

cinema roma

O CHAPLIN: Quais as principais influências da banda?
CINEMA ROMA: Eita! (risos) É uma grande mistura! Raul, anos 80, Los Hermanos, Lenine, Zeca Baleiro, Chico Buarque, Beatles, Led Zeppelin, The Doors, Pink Floyd. Isso tudo dividido entre os integrantes, cada um tem algo de que gosta mais.

O CHAPLIN: Vocês têm algum trabalho autoral?
CINEMA ROMA: Não, não temos ainda… Mas estamos nos cobrando e, segundo semestre deste ano é bem provável que gravemos um EP! Já temos até o nome: Cinema Roma – “Rocks e Afins”.

O CHAPLIN: Sobre o Rock in Rua, que está na quarta edição, como surgiu a ideia de organizar esse evento? Quando foi a primeira edição?
CINEMA ROMA: A primeira edição foi realizada dentro da 10º Jornada Cultural, em julho de 2012. Um evento bacana que acontece aqui em Santa Cruz, organizado pela Rádio Comunitária Santa Rita. A ideia veio da necessidade de tocar rock e a falta de eventos organizados para o gênero… Nós nem participamos, apenas organizamos e tivemos participação de quase todas as bandas de Santa Cruz, uma de Natal e outra de João Pessoa! Foi muito bom! Público relativamente em bom número! Aí, como “eu prefiro ser essa metamorfose ambulante”, inquieto pensei: “vou mudar o formato”. Resolvemos fazer temático. Essa foi a grande sacada! Que é de homenagear um cantor, ou banda e trazer uma banda convidada pra fazer o som autoral. Aí foi onde podemos dizer que realmente “a coisa pegou”!

O CHAPLIN: Quais artistas/bandas já serviram de tema pra o evento? E como vocês fizeram essas escolhas?
CINEMA ROMA: Fizemos Los Hermanos, em seguida Cazuza, e agora vamos fazer Nando Reis e Biquíni Cavadão. A escolha é quase uma “democratura”, eu digo: “vamos tocar tal fulano/banda?” E os caras topam! (risos)

rock in rua

O CHAPLIN: Com que frequência vocês organizam o evento?
CINEMA ROMA: Pensávamos em fazer quatro vezes por ano, não rolou, vamos tentar fazer três este ano, de quatro em quatro meses, espero que dê certo!

O CHAPLIN: Como será a estrutura do evento?
CINEMA ROMA: É bem simples! Fazemos na praça central, onde ficam os bares, lanchonetes e tal… E o básico, som, palco e luz. Mas esperamos que num futuro bem próximo, melhorar, tipo, uma cobertura ao vivo pela net. Uns telões lá pra galera se ver. (risos)

O CHAPLIN: Quais as expectativas de vocês pra essa quarta edição?
CINEMA ROMA: São as melhores! A gente sempre espera o melhor! Que a galera compareça, que curtam, divirtam-se bastante e em paz, como sempre foi. Se tem uma coisa que me preocupa, são confusões. Mas as pessoas que comparecem vão lá com outro propósito (ainda bem), vão em busca apenas de diversão! Aliás, pensando bem, você já viu briga em Show de Rock? Sei que não. Mas nos “forrozão” da vida já, né?

O CHAPLIN: Além do Rock in Rua, a banda Cinema Roma está com algum outro projeto em andamento?
CINEMA ROMA: Pois é, temos que compor nossas próprias canções… E tem outro também, mas estamos analisando ainda a viabilidade.

One Response

Deixe um comentário

Your email address will not be published.