Jout Jout encontrou a parte que faltava?

Na última semana, um vídeo bombou nas timelines do Facebook e esteve entre os “Hot Ones” do Youtube. Não haveria nada novo sob o sol, sendo um vídeo da JoutJout, se não fosse por um motivo mais especial: ela segurou um vídeo inteiro APENAS lendo um livro ~infantil~, com pouquíssimas palavras e muita emoção. Trata-se do livro “A Parte que falta”, da Companhia das Letrinhas.

O livro fala exatamente sobre o que o título traz. E é tão infantil quanto O Pequeno Príncipe. A eterna busca pela “parte que falta” é mostrada no livro, e as interpretações são bem variadas justamente porque cada um vê em si mesmo a busca por algo que lhe falta, e se encontra no trajeto do personagem/desenho que está sempre em busca desta parte, sempre se deparando com obstáculos, problemas e até “partes que não encaixam”.

O melhor fica para o final, que é o encontro da parte que se encaixa perfeitamente com quem a busca, porém, aparentemente, não é aquilo que lhe traz felicidade, e então, com pesar, a parte que falta é deixada para trás e a busca continua (ou não). E assim segue a canção “oh, busco a parte que falta em mim, a parte que falta em mim ai ai ô assim eu vou em busca da parte que falta…”

Porém, não ficamos por aqui. O vídeo que viralizou, rendeu não apenas um extremo sucesso – com 100 mil novos inscritos – para a YouTuber, como trouxe muitos elogios por toda parte e grande emoção da família JoutJout (como ela chama seus seguidores), que fizeram até tatuagens baseadas na história. Além, é claro, de muitos memes na internet (que vão me fazer rir até 2020). Entretanto, o mais notório foi a explosão de vendas do livro, que em 1 semana, esgotou em praticamente todos os sites e livrarias, inclusive na Amazon.

Se o livro é mesmo tão bom, eu realmente não saberia dizer. De fato, a interpretação é livre. Mas vale a pena comprar, ler tranquilamente e refletir. Inclusive, aparentemente, é um ótimo livro para fazer observações também, já que é quase inteiro de desenhos e poucas frases. Ainda não o li, e inclusive aceito de presente pelo merchan (não faz a Jout Jout), mas recomendo.