12 poemas curtos que fazem barulho e doem muito

O poema curto é puramente um poema breve, rápido e eficaz. Sem firulas, sem informação extra. Tudo sob medida numa receita que atinge qualquer tipo de leitor, até os que não são nem um pouco íntimos da poesia. É a tal ”poesia pra todo mundo” – e talvez por isso eu ame tanto os curtinhos, tipo o Giovanni Baffô, ”só curto poema curto”.

Outra coisa bacana no poema curto é a capacidade de memorização que temos com eles. Se o poema nos conquista, a gente vai se lembrar dele. E querer repetir. Alguns têm rimas, título, pontuação… outros não. Todos, quando cumprem seu papel, ficam gravados na cuca.

Muitas vezes, o poema curto é banalizado. Os não-poetas (ou os super-poetas, que são piores) costumam reclamar de quem ”escreve três versos e acha que fez um poema”. Mas fez, sim. Quem prova que não? Ora.

Pra começar essa lista, onde apresento 12 poemas curtos dos meus preferidos – temas super variados, vocês vão ver – é necessário citar o MENOR SLAM DO MUNDO, um campeonato de poesia falada criado por Daniel Minchoni e Sinhá. Acontece lá em São Paulo e os competidores se apresentam com poemas curtíssimos, em categorias de no máximo 1, 5 e 10 segundos. Foi através disso que descobri o poema curto. Inclusive, leiam esse livrinho aqui, do Menor.

Agora, sem mais adiamentos, sejamos breves:

1. Caio Carmacho, no livro ”Livre-me”

”[o poema pergunta ao poeta como veio ao mundo]
– papai fez você de pau duro”

2. Anna Zêpa, no livro ”primeiro corte”

”amar é como andar
de mãos dadas
com a chuva”

3. [semana santa] – Thiago Cervan

”a pichação na paróquia alerta:
padre, carne de menino também não pode.”

4. Felipe Valério, no ”pequeno livro sagrado do menor slam do mundo”

”primeiro encontro, primeira regra:
limpe bem os pés antes de pisar em mim”

5. Bruno Brum, no livro ”Cada”

”No fim do arco-íris existe um pote
dentro do pote um gnomo
que diz:

Me chupa com violência.”

6. [enfim nós], Adelaide do Julinho

”final do enredo:
eu & meu dedo”

7. [duelo], Daniel Minchoni

”não sei o que me quer a poesia
nem ela o que quer de mim
só sei que seguirei descobrindo
até que um de nós encontre o fim”

8. Bobby Baq, no livro ”Eu findo mundo”

”Nossos pés
se descobrem
na cama.”

9. Sinhá, no livro ”Devolva meu lado de dentro”

”meu sangue é quente,
se achegue,
venha coar seu café.

10. [antiguidade d’onde viemos], Ana Elisa Ribeiro

Péricles disse
que a maior virtude
de uma mulher
era ficar calada.

Péricles se fodeu.

Péricles, hoje,
levaria uma surra
dada por mil mulheres
como eu.”

11. [Rezo], Nanda Prietto

”Rezo
Através da masturbação diária.
Dedilho meu rosário óbvio.
E só creio em Deus
Quando gozo.”

12. [eu você joão], Aline Rocha

”aqui neste terraço à beira-mar
depois do flash é eterno”

E um bônus maravilha, pra justificar o título do post:

13. [Grosso], Ruy Rocha

”Escreve poema curto
Alfinetes não fazem barulho
Mas doem muito.”