Das telas para a pele: fãs de cinema registram no corpo filmes que marcaram suas vidas

Muita gente é cinéfila, vai aos cinemas quase diariamente, coleciona objetos e lembranças relacionadas às películas e sempre sabe as estreias da semana. Porém, existem pessoas que são tão fãs da sétima arte que resolveram registrar os personagens favoritos na pele.

A universitária Vanessa Guerra é um desses exemplos. Em suas costelas há uma gueixa, em homenagem ao filme “Memórias de uma Gueixa”, e o símbolo do filme “V de Vigança”, produção inspirada em um quadrinho de mesmo nome de Alan Moore. A estudante afirma que o amor pelo cinema surgiu por intermédio da mãe.

Estudante de Direito, Vanessa Guerra, pretende fechar a perna com personagens e diretores de cinema

Estudante de Direito, Vanessa Guerra, pretende fechar a perna com personagens e diretores de cinema

“Eu gosto bastante, isto (o cinema) é algo que diz muito sobre mim”, relata a jovem, que também possui na perna esquerda um desenho relacionado à “Alice no País das Maravilhas” e, recentemente, fez a personagem Malévola (que ganhou um filme estrelado por Angelina Jolie este ano) na perna direita.

A tatuagem demorou 10 horas para ficar pronta. Foram duas sessões, cada uma durou cinco horas e Vanessa precisou ser mais resistente para concluí-la: “Doeu um pouco fazê-la porque quando a agulha passava na parte cicatrizada, machucava”, conta.

Tatuagem de "Malévola" demorou dez horas para ficar pronta

Tatuagem de “Malévola” demorou dez horas para ficar pronta

A ideia de colocar o rosto da personagem interpretada por Angelina Jolie veio por conta de Vanessa gostar dos trabalhos da atriz e do filme. Ela também queria disfarçar um desenho de duende, uma vez que não gostou do resultado. “Achei a Malévola ideal para cobri-la (a tatuagem)”, relata.

Além disso, a estudante possui na coxa um Darth Vader estilizado em forma de caveira mexicana. “O Darth Vader é um vilão bem humano, eu gosto da história dele”, explica.

Não foi só ela que resolveu homenagear os personagens de Star Wars na pele. O professor de basquete Duda Castro registrou os personagens Yoda e Darth Vader, mas também possui a “Estrela da Morte”, ” X-Wing” e uma outra nave nas suas costas.

De acordo com Duda, ele é fã dos filmes dirigidos por George Lucas desde pequeno, quando assistiu pela primeira vez ao “Episódio IV – Uma Nova Esperança”,  na Sessão da Tarde. Inicialmente seria somente o Yoda com a frase: ”Do or do not. There is no try”, dita pelo personagem ao Luke Skywaker, primeiro protagonista da série.  Entretanto, ele resolveu fazer um mosaico com os elementos do filme.

Duda Castro com a tatuagem em homenagem ao filme Star Wars. Quando a equipe do blog lhe entrevistou, o trabalho ainda não estava finalizado

Duda Castro com a tatuagem em homenagem ao filme Star Wars. Quando a equipe do blog lhe entrevistou, o trabalho ainda não estava finalizado

Além de falar das tattoos, ele contou que não possui uma  boa expectativa sobre o “Episódio VII”, que será o primeiro filme produzido após a compra da Lucas Filme e que será lançado ano que vem. “Os episódios I, II e III para mim não existem, estavam muito ruins. Os games e a versão animada de Lego estavam melhores. Espero que a Disney faça um bom trabalho ”, relata.  Ele também coleciona os filmes, livros e bonecos relacionados à produção de George Lucas.

O professor é tão fã de Star Wars que quando foi entrevistado pela equipe d’O CHAPLIN, estava vestindo uma camiseta referente à película. “Algumas pessoas chegam até a tirar onda com a tatuagem. Ficam dizendo que o Yoda é o Smeagol (personagem do Senhor dos Anéis)”. Duda também possui outros desenhos na pele: o jogador de basquete norte-americano, Michael Jordan, na perna, e o símbolo do Flamengo.

Duda com sua camiseta de Star Wars

Duda com sua camiseta de Star Wars

O autor das tatuagem da Malévola de Vanessa e de Star Wars do Duda foi Ruy Pinheiro, que possui experiência na área há seis anos e desde 2009 possui o seu próprio estúdio. Pinheiro é especialista em realizar desenhos mais realistas e, portanto, ele é bastante procurado para fazer esses tipos de trabalhos. “É o que mais gosto de desenhar”, admite o profissional.

Durante a nossa visita, Ruy mostrou uma imagem e disse: “Uma cliente vai colocar na perna isto aqui, será na próxima quinta”.  O desenho exibia os personagens Lilo e o Stitch, do filme “Lilo & Stitch” produzido pela Disney no início dos anos 2000.

Ele contou que a pessoa havia feito um desenho de tamanho menor na semana passada e depois se interessou em fazer um outro trabalho. Ao ser questionado se as pessoas lhe procuram muito para fazer desenhos de personagens, ele respondeu: “É normal que as pessoas tenham essa identidade com o filme ou com os outros artistas. Existe mais uma procura das pessoas em registrar algo que lhes marcou”.

Duda, ao todo, realizou sete sessões para terminar o seu mosaico com os personagem do guerra nas estrelas. “Ele faz desde novembro do ano passado”, comenta o tatuador, que declarou que o trabalho de fazê-la é um pouco complicado, uma vez que são feitos muitos desenhos. Quando a equipe d’O CHAPLIN o entrevistou, Duda Castro tinha feito, no dia anterior, uma das últimas sessões e faltava uma nave e o fundo para ser finalizada.

Tatuagem inspirada no filme "Lilo e Stitch"

Tatuagem inspirada no filme “Lilo e Stitch”

Vanessa pretende fazer mais tattoos relacionadas aos filmes, personagens famosos e diretores famosos dos quais ela é fã, como Francis Ford Copola, Woody Allen e Stanley Kubrick. “Quero fechar a minha perna direita com isso. É um projeto”, disse. Ao ser questionada sobre quando ela faria isso, a estudante respondeu que precisaria pensar com mais calma. Apesar disso, ela pretende fazer este mês um desenho do Alex Delarge, de “Laranja Mecânica”, na perna.

O tatuador Ruy Pinheiro também comentou a troca de experiências que esses trabalhos lhe trazem. “Quando fiz Malévola, eu fiquei curioso e fui assistir o filme”, admite.

Além dos já citados, Ruy também tatuou outros personagens de películas, como o protagonista do filme “O Poderoso Chefão”. Sobre ter algum desenho de personagens do cinema na própria pele, o profissional assumiu: “Eu tenho o Jack Nicholson, uma foto do ator mesmo, sem ele estar fazendo algum personagem”.

Sobre Ruy Pinheiro

O tatuador Ruy Pinheiro começou a carreira em meados dos anos 2000

O tatuador Ruy Pinheiro começou a carreira em meados dos anos 2000

Desde a adolescência, Ruy travou uma ligação com a arte, uma vez que sempre teve contato com as pinturas em tela, desenhos e xilogravuras. A carreira começou em meados de 2000 e veio a partir de uma curiosidade, quando ele estudava o curso de Carcinicultura Sustentável na Universidade Potiguar (UnP), em Natal. “A tatuagem, portanto, foi apenas mais uma técnica. Foi por curiosidade, além de ter uma e gostar disso”, relata.

Inicialmente era apenas um hobby e a profissionalização surgiu mesmo em 2006. Quando começou a carreira, ele chegou a usar sua irmã de “cobaia”. “Lógico que ficou horrível e ela se recusou em cobrir. Meu primeiro trabalho ainda vai existir”, afirma.

Apesar de dedicar muito tempo com o seu trabalho, Ruy ainda realiza trabalhos com pinturas, principalmente nos tempos livres. O estúdio dele fica na Avenida Prudente de Morais, 4821, loja 6. O local fica próximo ao viaduto estaiado e ao estádio Arena das Dunas.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.