Espetáculo “Mamãe Retrô” retorna ao TAM próximo domingo

Balão Mágico, Trem da Alegria, Sítio do Pica-pau Amarelo, Xuxa e He-Man. Se você nasceu depois dos anos 80 lembrará muito pouco (ou não lembrará) de alguns desses ícones da cultura e do entretenimento que marcaram uma década. Se nasceu antes ou durante os anos 80, contudo, certamente se divertirá bastante com “Mamãe Retrô”, o musical que já foi apresentado em 46 sessões desde maio de 2013 em Natal e outras cidades do interior do Rio Grande do Norte.

mamaekener8

O espetáculo, que será reapresentado no Teatro Alberto Maranhão no próximo domingo, 1º, às 17h, traz a promessa de uma viagem no tempo e de provocar as lembranças mais nostálgicas nos adultos. Contudo, o musical também é um delicioso catálogo para os mais jovens, que terão a oportunidade de conhecer os elementos que fizeram parte do imaginário da infância e adolescência dos pais.

Com 1h20 de cena, “Mamãe Retrô” é a segunda produção da Cia. Teatral Dueto. Na peça, são 15 pessoas envolvidas, sendo sete atores e oito técnicos. Em pouco mais de um ano de estrada, o espetáculo já foi visto por, em média, 20 mil pessoas. Para conhecer um pouco mais sobre a montagem, conversamos com o autor e diretor (que também atua) Victor Ferreira, que comentou um pouco sobre o processo de criação e a recepção de “Mamãe Retrô” pelo público potiguar.

Victor Ferreira, autor, diretor e ator de "Mamãe Retrô"

Victor Ferreira, autor, diretor e ator de “Mamãe Retrô”

O CHAPLIN: Como surgiu a ideia do “Mamãe Retrô”? Alguma inspiração em especial?

VICTOR FERREIRA: Acho extremamente importante resgatar memórias afetivas. Vivemos em um tempo onde a informação é efêmera e instantânea, e muitas vezes os sentimentos e emoções acompanham esse ritmo acelerado. A ideia foi fazer com que a plateia parasse um pouco e pudesse relembrar o quanto o passado é importante para a construção do presente.

O CHAPLIN: E o processo de montagem da peça, como se deu? Quanto tempo durou?

VICTOR FERREIRA: Em 2008 experimentei montar o “Mamãe Retrô” com crianças e jovens do NEC – Pinguinho de Gente, escola em que ministrava aulas de teatro. Na ocasião o resultado foi positivo, muito bom mesmo. O sonho adormeceu, mas ficou guardado. Em abril do ano passado, ele acordou. Em pouco mais de um mês montei o espetáculo. Trouxe um elenco de atores profissionais e reorganizei o roteiro. Em 01 de maio de 2013 estreávamos o espetáculo no Circo Grock, com todo o amor do mundo, mas sem sequer imaginar os vôos que alçaríamos com o projeto. Durante o último ano, o “Mamãe Retrô” passou por processos naturais de aperfeiçoamento que se concretizaram na estreia dessa temporada, iniciada agora no mês de maio.

MamaeKener6
O CHAPLIN: O espetáculo aborda principalmente clássicos do imaginário dos anos 80. Contudo, boa parte do elenco é jovem e possivelmente não viveu essa época plenamente. Como foi o estudo do grupo para se inserir nessa década com a qual poucos estavam familiarizados?

VICTOR FERREIRA: Posso afirmar que 70% do laboratório para a construção do texto foi realizado em casa, na companhia dos meus pais, que viveram a década de 80 e me ajudaram com muitas das referências. Tanto que no roteiro, “Márcio” e “Jéssica”, os protagonistas, levam esses nomes em homenagem a eles. Quem assiste ao espetáculo, nota que a animação da plateia é um show à parte, e foi essa mesma plateia que também contribuiu com outras muitas dicas. Ao final do espetáculo, sempre recebemos algum espectador trazendo uma maravilhosa ideia, que é sempre aproveitada.

O CHAPLIN: O formato da peça é “familiar”, ou seja, atinge diferentes faixas etárias e grupos. Vocês percebem realmente essa recepção variada e encaram isso como um ponto positivo para a Cia Dueto?

VICTOR FERREIRA: Claro! Nossa ideia é promover um momento de entretenimento e de reflexão ao mesmo tempo. Não podemos deixar que a pessoa que entrou no teatro seja a mesma que vai sair. Ela precisa ser tocada e transformada de alguma maneira. Ao sair do teatro, sempre se escutam os diálogos entre pais e filhos, onde as crianças comparam os contextos de períodos entre o passado e o presente. Isso é muito bom! É como se fôssemos o ponto de partida para uma discussão sobre os afetos e lembranças do passado.

MamaeKener

Elenco de “Mamãe Retrô”

O CHAPLIN: As companhias de teatro, em geral, têm uma missão ou um formato enquanto grupo. A Cia Dueto se encaixa ou, por ser um grupo novo, pretende adotar um formato de espetáculos fixo? Qual o objetivo da Cia?

VICTOR FERREIRA: O nosso objetivo é levar amor e transformação através do que sabemos fazer de melhor: a arte. Somos, de fato, uma família. Convivemos juntos em trabalho o tempo inteiro e isso acaba fixando e posicionando cada um no contexto do grupo. Mas com frequência recebemos novos atores para substituições. Mas, de fato e tecnicamente, somos os mesmos desde o inicio. Nossa ideia é caminhar com o sonho do Mamãe Retrô, mas com novas produções a postos.

O CHAPLIN: Por ser um espetáculo “leve”, que entretém, o grupo encarou críticas por parte de público e crítica local? Se sim, como lidaram com isso?

VICTOR FERREIRA: Encaramos uma receptividade incrível, sem barreiras nem problemas. Quaisquer críticas são bem vindas, acrescentam. Mas é amor e energia boa que sobram na plateia. Estamos muito felizes.

MamaeKener2
O CHAPLIN: Natal é uma cidade de muitos e talentosos artistas. Para quem está começando agora, como você avalia a recepção do público da cidade? Há espaço e estímulo para os novos artistas?

VICTOR FERREIRA: Acredito que Natal tem um público proporcional ao tamanho da cidade. Gente que gosta de teatro e que aos poucos amadurece ainda mais esse hábito. Somos gratos a esse público que tem nos prestigiado e vibrado conosco desde os outros trabalhos. Essa é a nossa cidade, que nos fez, que nos posicionou, e que terá para sempre a nossa gratidão.

O CHAPLIN: Já há uma programação fixa para o espetáculo durante o ano de 2014?

VICTOR FERREIRA: Estaremos no dia 01 de junho, domingo, às 17h, no Teatro Alberto Maranhão. Dias 05 e 06 de junho, às 19h, no Teatro Candinha Bezerra, em Santa Cruz. Em agosto e outubro, estaremos em Natal novamente com “Papai Retrô”, no TAM.

MamaeKener9

SERVIÇO

ESPETÁCULO TEATRAL “MAMÃE RETRÔ”
QUANDO? 01 DE JUNHO, DOMINGO, ÀS 17h
LOCAL: TEATRO ALBERTO MARANHÃO
VALORES: R$ 40 (INTEIRA) E R$20 (MEIA)
INGRESSOS À VENDA: LOJA PUC. MIDWAY MALL (2º PISO) (3646-3520)

Deixe um comentário

Your email address will not be published.