‘Flaked’ é a prova de que nem tudo da Netflix é bom

Flaked, uma série de comédia lançada neste ano, é uma das poucas séries da Netflix que odiei. Como estou acostumada a assistir a uma série do início ao fim, foi uma luta para terminar os oito episódios. Afinal, algum episódio que viesse a perder poderia melhorar o desempenho da série, mas não foi assim que aconteceu com esse seriado, ruim do primeiro ao último episódio. Se tiver uma segunda temporada, ficarei bastante surpresa.

A série é ambientada em Venice, na Califórnia, e acompanha um autodenominado “guru”, Chip, que se apaixona por uma mulher que é a fascinação de seu melhor amigo, Dennis. Logo, a rede de meias verdades e mentiras que cercam sua imagem e sobriedade começam a desmoronar nessa nova comédia da Netflix.

Chip é um ex-viciado em drogas que, no tempo da série, faz parte do Alcoólicos Anônimos e tem até um “afilhado” para aconselhar. Foi parar em Venice após um acidente e, desde então, tenta conviver com suas mentiras e problemas. Além disso, ele possui uma loja de móveis no centro da cidade. Nessa nova vida, duas mulheres entram em seu caminho: Kara, que aparentemente não quer nada sério com ele, e London – o caso complicado que dá início a uma complicada relação com Dennis.

Nem Mclovin salvou
Nem Mclovin salvou

Deveria ser uma comédia, mas puxada mais para um drama com doses de alívio cômico. Algo que é comum nas séries do gênero do serviço de streaming, como Orange is The New Black, que traz um pouco de piadas para dar “uma suavizada” na história pesada. O problema que esse formato de humor não funcionou em Flaked. Em vez de simpatizarmos por Chip, nós sentimos é muita raiva por ser um cara de 40 anos infantil, dramático, frustrado, depressivo e querendo passar por cima dos outros de qualquer jeito. Suas companhias conseguem ser piores ainda que o protagonista.

Esta é a terceira parceria de Will Arnett com a Netflix. Além de emprestar sua voz a BoJack Horseman (2014), ele ainda participou do spin-off de Arrested Development (2013). Desta vez, Arnett tentou fazer seu personagem parecer engraçado, mas parecia aqueles tios que fazem piada tosca tentando conquistar meninas da metade da idade dele. Não colou e ficou muito constrangedor! Os personagens secundários também não ajudaram. Dennis, o melhor amigo de Chip, só melhorou a sua atuação nos últimos episódios, quando finalmente o personagem principal começou a ser desmascarado.

ff7fb386

São trinta minutos maçantes e a ideia de um humor sarcástico e agridoce ficou apenas no papel, pois a história é batida e muito forçada. Foram um ou dois momentos que realmente ri na série, mas não deveria acontecer.

Assistir essa série me fez refletir em apenas uma coisa: nem tudo que a Netflix pode tocar vira ouro! Existem fracassos! Basta olhar os comentários da série dentro do próprio site. É uma série com roteiro bastante superficial. As relações e a construção dos personagens, além dos diálogos, ficam apenas no plano das ideias. Qual é a ideia que Arnett queria mostrar? Se vocês tiverem alguma boa teoria que me convença que Flaked é boa, podem deixar aí nos comentários.