Mais um dia nublado e chuvoso se inicia em Seattle Grace. Feridos mortais que surgem de uma briga de galo, jovens com membros amputados que estavam caminhando no parque, meninas de 13 anos que engravidam e jogam seus filhos no lixo sem que seis pais jamais notem. Muito frio, muita chuva, muito drama e muitas desgraças. Essa é a receita que Shonda Rhimes tem usado desde a primeira até a atual (nona) temporada de Grey’s Anatomy.

No início, as catástrofes eram até toleráveis e até bem compreensíveis. Em alguns pontos as coisas passaram dos limites, claro. A morte de Danny Duket, o renomado Preston Burke (Isaiah Washigton) abandonando a Cristina (Sandra Oh) no altar, bombas que explodem no meio do hospital, ex mulher que dorme com o ex melhor amigo, que flerta com a ex amante do ex melhor amigo que dorme com o ex companheiro de quarto… tudo isso até foi “estranho”, mas com o tempo deu até pra superar. Infelizmente, não dá mais.

A serial killer Shonda Rhimes já matou dezenas dos nossos personagens favoritos (e de maneiras bem inovadoras, vale salientar). Já os acidentou, baleou, amputou membros. Até por causa de soluços já houve perda no elenco! Quem é fã da série certamente está se perguntando: quem será o próximo? Bem, independente de qual a próxima desgraça que está por vir, o fato é que ainda encontra-se em aberto a dúvida: Grey’s Anatomy, até quando?As pequenas pontas soltas estão sendo sustentadas por tempo demais (até a residência já acabou e os médicos continuam lá). O que era tema para um episódio acabou se tornando motivo de uma temporada inteira. Já usaram e abusaram das mortes de entes queridos, dramas psicológicos, acidentes fatais, problemas conjugais (só do casal Callie e Arizona já foram umas 5 crises). A série já não tem mais de que tratar. Desde a sexta temporada os fiéis seguidores já começaram a abandonar o rebanho (principalmente com a fusão tosca com o Mercy West e a saída – pausa para lágrimas – de Izzie (Katherine Heigl) ).

Até então, foi uma tentativa atrás da outra de recuperar a chama da série. O ponto alto foi o final da mesma sexta temporada (que é, sem dúvida, a melhor season finale que a série já viu). Desde então, estão chovendo no molhado. Ainda temos os romances fofinhos, ainda temos dramas interessantes, mas já não é mais aquela série pra se esperar ansioso. Até as trilhas sonoras, que eram sempre repetidas e comentadas, já não chamam tanto a atenção. A audiência caiu, os fãs começaram a se calar e até o spin off (pasmem) começou a ficar mais interessante.

Não sei se esta é a última temporada ou se ainda haverá outras, mas creio que a maior parte do público concorda que já deu. Então, antes que Shonda acabe matando Derek (Patrick Dempsey), Meredith (Ellen Pompeo), Cristina e cia, vamos fazer uma petição online e implorar pelo final da série (com uma última gota de dignidade). Até lá, vejamos o que está por vir.

Sobre o(a) autor(a)

Avatar

Um capricorniano perfeccionista, cheio de manias e viciado em séries, filmes, livros, quadrinhos e desenhos animados. Joga búzios, tira cartas, roda o compasso, traz a pessoa amada em três dias e escreve diariamente para a coluna "Extra!" , além de ser Gerente de Marketing e Finanças neste mesmo Bat-Site.

Postagens relacionadas

2 Responses

  1. Avatar
    Anonymous

    Ah veih, opinão é aquela coisa…cada um tem a sua! Eu pelo menos acho sim que houve alguns exageros e mortes desnecessárias. Mas não tem um episodio que eu ache ruim, é uma das melhores séries que assisto. Não queria que acabasse não..

    Responder

Deixe um comentário

Your email address will not be published.