Hoje é dia 13 de julho, data em que é comemorado o Dia do Rock ‘N’ Roll. No ano passado, nós explicamos sobre o Live Aid, festival que originou esta data. Foi organizado pelo irlandês Bob Geldolf e teve shows simultaneamente na Inglaterra, Austrália, Estados Unidos e Japão. A intenção era arrecadar dinheiro para ajudar a acabar com a fome na Etiópia.

O Chaplin não poderia deixar esta data passar em branco e listamos aqui seis álbuns para ouvir neste dia. Toca o play!

1) Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band – Beatles

Capa de Sgt. Pepper's

Capa de Sgt. Pepper’s

O disco foi o divisor de águas na carreira do quarteto de Liverpool. Da capa até a última faixa, o álbum até hoje inspira muita gente.

Em novembro 1966, após um período de férias, Paul McCartney teve ideia para uma música, que envolvia uma banda militar da era eduardiana ao estilo de grupos contemporâneos de São Francisco como Big Brother and the Holding Company e Quicksilver Messenger Service.

Meses depois, uma simples música se transformou em um álbum inteiro.  Tal grupo alter ego daria a eles a liberdade para experimentar musicalmente.

Foi neste período que deixaram o lado “boy band“. Além da música “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, contém “With a Little Help From My Friends” (depois conhecida na voz de Joe Cocker) e “Lucy In The Sky With Diamonds”.

2) Black Sabbath- Black Sabbath

Capa de Black Sabbath

Capa de Black Sabbath

Lançado numa sexta-feira do dia 13 de fevereiro de 1970, o álbum da banda mudou a história do rock. Fim da década de 60, período hippie bombando com as músicas paz e amor, o quarteto Ozzy, Tommy, Geezer e Bill resolveram fazer músicas relacionadas aos temas sombrios.

A primeira faixa, também intitulada de “Black Sabbath”, traz apenas um acorde que foi proibido pela Igreja Católica na Idade Média por ser “tenebroso”.

Nome da banda é baseado no filme “As Três Máscaras do Terror” e claro que as letras tinham que parecer contos de horror. Além disso, a capa mostra uma mulher parecendo uma feiticeira e ao fundo uma casa mal-assombrada. Apesar de deixar os conservadores de cabelo em pé, o Black Sabbath foi considerado um dos pioneiros do heavy metal.

3) Led Zeppelin I – Led Zeppelin

Led Zeppelin I marca a estreia dos ingleses

Led Zeppelin I marca a estreia dos ingleses

Assim como o primeiro álbum do Black Sabbath, Led Zeppelin também inspirou a criação do heavy metal com os seus riffs pesados e rápidos. Em agosto de 1968, a banda de britânica de rock The Yardbirds estava completamente desmantelada. O guitarrista Jimmy Page, único membro remanescente, ficou com os direitos do nome do grupo, além de obrigações contratuais para uma série de concertos na Escandinávia.

Para sua nova banda, Page recrutou o baixista John Paul Jones, o vocalista Robert Plant e o baterista John Bonham.

Eles fizeram o show na Escandinávia e neste ínterim produziram as músicas “Communication Breakdown”, “I Can’t Quit You Baby”, “You Shook Me”, “Babe I’m Gonna Leave You” e “How Many More Times”.

Um mês depois eles voltaram para a Inglaterra. Em outubro de 1968, nasce o Led Zeppelin e no dia 12 de janeiro de 1969 o álbum foi lançado.

4) Long Live Rock ‘n’ Roll- Rainbow

Último álbum com Ronnie James Dio

Último álbum com Ronnie James Dio

Long Live Rock ‘n’ Roll é o terceiro álbum de estúdio lançado em abril de 1978 pelo Rainbow e o último a contar com Ronnie James Dio.

O disco contém a faixa “Kill The King”, que já abria shows de Rainbow desde meados de 1976, e é recheado de clássicos do heavy metal e rock, como “Long Live Rock ‘n’ Roll”, “Gates of Babylon” e “L.A. Connection”.

Uma curiosidade é que várias bandas fizeram cover de “Kill The King”, como Tarot, Stratovarius, Gamma Ray, e Primal Fear.

Após a saída de Dio, ele foi substituído por Graham Bonnet. Ronnie, por sua vez, ficou no lugar de Ozzy Osbourne no Black Sabbath e juntos lançaram o épico “Heaven and Hell”.

Back In Black marca a nova fase do grupo austrialiano

Back In Black marca a nova fase do grupo austrialiano

5) Back in Black – AC/DC

Podemos dizer que “Back in Black” foi a volta por cima do AC/DC. Foi lançado em 25 de julho de 1980 e, até hoje, já vendeu 51 milhões de cópias, sendo o álbum de rock mais vendido de todos os tempos.

Depois do sucesso do álbum “Highway to Hell”, o carismático vocalista Bon Scott é encontrado morto após uma intoxicação ao ingerir bebida alcoólicas. O grupo australiano poderia ter acabado logo ali, mas resolveram seguir em frente.

Um fã de 14 anos enviou uma carta ao AC/DC, falando do vocalista da banda inglesa Geordie. Então, eles encontraram Brian Johnson, o álbum foi totalmente refeito, com hits como “Hells Bells”, “You shook me All Night Long” e a faixa que dá título ao álbum, “Back in Black”.

 

 

Música Johnny B. Goode está inclusa neste disco

Música Johnny B. Goode está inclusa neste disco

6) Chuck Berry Is on Top – Chuck Berry

Antes de Elvis Presley e The Beatles, Chuck Berry estava revolucionando com a sua guitarra e voz. O guitarrista do Rolling Stones, Keith Richards, já falou em diversas entrevistas a importância de Berry na sua carreira de músico.

Em 1959, ele lança o seu terceiro álbum e é composto por diversos singles considerados hinos do rock.

O álbum obteve grande sucesso nas paradas musicais da época com canções como “Roll Over Beethoven” e “Johnny B. Goode”, no qual a revista Rolling Stone a classificou uma das 500 melhores canções de todos os tempos.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.