As produtoras brasileiras parecem ter encontrado nas comédias um caminho para as pedras (ou seria para o pote de ouro?). Mal “S.O.S. – Mulheres ao Mar” se despediu das telonas, já temos uma substituta na função de conquistar as bilheterias: Julio Sumiu, estrelado pela vetarana Lilia Cabral. E por falar nela, a atriz já é uma razão boa o bastante para ver o filme. Detentora de um brilho ímpar em cena, o atuação minimalista e sutil da atriz combina bem com as câmeras do cinema, fazendo dela um dos aspectos mais notáveis (se não o mais notável) do filme dirigido por Roberto Berliner.

A história começa quando Edna, uma gentil senhora de meia idade moradora de um prédio de classe média no Rio de Janeiro, se dá conta do sumiço do seu filho caçula, Julio. Crente de que o filho jamais desaparecia sem deixar explicações, Edna começa a acreditar que o filho fora sequestrado. O marido, Eustáquio, um militar reformado, por sua vez, demora um pouco mais até começar a se preocupar com a ausência do filho. O irmão, Silvio, um playboy bon vivant também não parece muito interessado no desaparecimento de Julio, uma vez que precisa acertar contas com Tião Demônio, um perigoso traficante a quem deve R$ 300. Todo o contexto encadeia uma série de acontecimentos que muda completamente a vida dos personagens.

Silvio (Fiuk) e Edna (Lilia Cabral)

Silvio (Fiuk) e Edna (Lilia Cabral)

“Julio Sumiu” sustenta seu humor na crítica a algumas figuras sociais. No decorrer do filme percebemos uma mudança , em alguns casos, ou desvelamento, em outros, da personalidade dos personagens: a dona de casa de fala mansa, religiosa e correta que, quando vê sua família em risco, não hesita em se envolver com atividades ilícitas e é capaz de mudar até o comportamento para se encaixar nesse novo contexto; os “tiras” que a um primeiro olhar combatem honestamente a violência e acabam associados com traficantes; o playboy despreocupado que se descobre um exímio administrador de uma boca de fumo, etc.

Há que se elogiar também a fotografia do filme. O diretor Roberto Berliner e os fotógrafos Pedro Sotero e Fabricio Tadeu não se resumem aos ângulos padrões e vez ou outra arriscam câmeras mais originais. Foi um passatempo interessante observar as escolhas técnicas do trio no decorrer do filme.

509358

Stepan Nercessian é o Delegado Barriga e Carolina Dieckmann interpreta Madá, a recepcionista da delegacia

Contudo, não me entenda mal, leitor. “Julio Sumiu” não é um filme para se levar a sério. Nem ele próprio se leva. Um dos momentos mais honestos se dá ao fim da película, depois dos créditos, em que aparecem Lilia (Edna), Dudu Sandroni (Eustáquio), Fiuk (Silvio) e Pedro Nercessian (Julio), sentados no sofá como uma família e Dudu, numa referência ao que passa pela cabeça de boa parte do público nacional, solta a frase: “Filme brasileiro até que é bom, né?”. Isso causa a indignação de Lilia, que retruca “Ah, não tem coisa pior que dizer isso, que coisa feia de se dizer”. Pedro Nercessian logo entra na discussão: “Assim, pra prêmio, eu acho que não…” E Lilia continua na defesa e fecha a discussão com o que pode soar como alfinetada para os críticos de plantão: “Gente, vamos levar a sério. É uma comédia, então vamos rir!” Pontos para o diretor e o elenco, que tiveram a coragem de dialogar com o público de forma tão honesta, quebrando o devaneio da ficção que ainda pairava na sala de cinema.

Opa, mas pera lá, que a melhor parte está por vir…

PROMOÇÃO O CHAPLIN + IMAGEM FILMES –  “Qual o paradeiro de Julio?”

PROMOÇÃO JULIO SUMIUTá a fim de ir ver o filme “Julio Sumiu” e ainda levar aquela companhia marota? O CHAPLIN e a distribuidora Imagem Filmes oferecem 15 pares de convites para ver a comédia. Para ganhar, não precisa de muita coisa, só responder à pergunta “Qual o paradeiro de Julio” de forma criativa nos comentários dessa postagem. As quinze respostas mais criativas levam dois ingressos para ver o filme no cinema mais próximo da sua casa.

Informações importantes:

1. A promoção ficará aberta para respostas até a sexta-feira, 25/04.
2. Apenas poderão concorrer pessoas que morem ou estejam em Natal/RN.
3. Os convites são válidos apenas de segunda a quarta-feira.
4. O anúncio do resultado se dará no sábado, 26, em atualização nessa mesma postagem e através da página do blog no Facebook.
5. A entrega dos convites acontecerá imediatamente após o resultado ser divulgado, em horário e local a combinar.

RESULTADO

Das duas uma: ou nossos leitores estão sem criatividade ou realmente não querem ver “Julio Sumiu” haha Dessa forma, tivemos três pessoas participantes da promoção que vão ganhar cada uma cinco convites para o filme. Os donos das respostas (super criativas, convém dizer) foram Luciana Mendes Fonseca, Pipa Dantas e Anderson Ricardo.

Procurem, o quanto antes, a nossa editora Leila de Melo, através do número (84) 8813-5783 ou do perfil dela no Facebook.

Ah! Os outros quinze ingressos serão distribuídos entre as três próximas pessoas que responderem a promoção! #CorreGalera

3 Responses

  1. Avatar
    Luciana Mendes Fonseca

    Ele tá com os pintas em Mãe Luiza, curtindo um Grafithão e mandando um beijinho no ombro pros recalcados que o procuram!

    Responder
  2. Avatar
    Anderson Ricardo

    O Julio ficou preso em um buraco que foi aberto pela chuva na Zona Norte onde ele está lutando para evitar a volta da borboleta maligna.

    Responder
  3. Avatar
    Pipa Dantas

    Julio deve estar disputando uma partida de pinball com Wally. Carmen San Diego é a juíza.

    Responder

Deixe um comentário

Your email address will not be published.