O dia que o rock ajudou a combater a fome

live-aid
Live Aid aconteceu simultaneamente na Inglaterra, Austrália, Estados Unidos e Japão

13 de julho foi comemorado o Dia Mundial do Rock. Para não deixar esta data em branco, a equipe d’O CHAPLIN vai falar o porquê desta comemoração. A resposta está em um evento que aconteceu há 29 anos e foi um importante festival de música que lutou para combater a fome, intitulado de Live Aid.

O evento foi organizado pelo irlandês Bob Geldolf e teve shows simultaneamente na Inglaterra, Austrália, Estados Unidos e Japão. Bob era o líder da banda The Boomtown Rats. Através de uma reportagem na televisão inglesa, ele se sensibilizou com as mortes de milhares de pessoas por causa da fome na Etiópia e prometeu tomar alguma atitude.

Em 1984, o rockstar pediu a ajuda de Midge Ure, da banda Ultravox, e compuseram a canção “Do They Know It’s Christmas?”, que contou com o apoio de George Michael, Boy George, U2, Sting, Phil Collins, etc.

Assim nasceu a Band Aid, formada por músicos britânicos e irlandeses que estavam fazendo sucesso nas paradas da época. O single foi lançado perto do Natal e se tornou o mais vendido de toda a história do Reino Unido. A intenção inicial com esta música era arrecadar 70 mil libras.

Irlandês Bob Geldolf resolveu fazer o Live Aid após ter assistido uma reportagem sobre a situação da Etiópia
Irlandês Bob Geldolf resolveu fazer o Live Aid após ter assistido uma reportagem sobre a situação da Etiópia

Vale lembrar que o lançamento de “Do They Know It’s Christmas?” foi num período “pré-We Are The World”, composta por Michael Jackson e Lionel Richie meses depois. Bob Geldolf ficou acomodado depois do lançamento da canção? Não, ele queria mais e tinha um plano considerado ambicioso por algumas pessoas. O músico conseguiu o contato com o promotor de eventos Harvey Goldsmith para fazer um festival com a finalidade de combater a fome na Etiópia.

Eles conseguiram convencer músicos não só vindos da terra da rainha, mas também dos Estados Unidos a participarem. Portanto, o line-up foi composto não só por integrantes do Band Aid. Eles gastaram cerca um milhão de libras esterlinas para que o sonho se tornasse uma realidade.

O Live Aid começou às 12 horas (horário da Inglaterra), com a apresentação de Status Quo, após a tropa de infantaria de elite do Exército britânico ter tocado o hino da Grã-Bretanha. Em 16 horas, cerca de 60 artistas fizeram o seu som por uma causa social.

Madonna em sua apresentação no Live Aid
Madonna em sua apresentação no Live Aid

O festival foi uma referência por apresentações incríveis de bandas de rock, como Queen (abriu a sua apresentação com “Bohemian Rhapsody”, raramente era tocada ao vivo), U2, Eric Clapton, The Beach Boys, The Who, Bob Dylan (com os integrantes do Rolling Stones, Keith Richards e Ron Wood), Mick Jagger (chegou a realizar um dueto com Tina Turner) e Paul McCartney.

O local também foi palco para os rappers do Rum DMC, Madonna, Billy Ocean, Sade, Duran Duran, Simple Minds, Wham! (grupo pop do George Michael), Dire Straits e Spandau Ballet. Eles eram o exemplo de artistas que estavam fazendo sucesso naquela época.

Além disso, a solidariedade conseguiu reunir, novamente, bandas separadas, como Boomtown Rats, Black Sabbath com Ozzy Osbourne após a saída do cantor no final da década de 70 e Led Zeppelin, que não tocava desde a morte do baterista John Bonham em 1980. O Deep Purple iria participar, com a formação clássica, porém o guitarrista Ritchie Blackmore recusou o convite.

led zeppelin
Os integrantes remanescentes do Led Zeppelin apresentaram no Live Aid

Outras participações especiais foram os cantores Joan Baez, Cliff Richards e B.B. King. O Live Aid conseguiu que vários artistas que tocaram na Inglaterra fossem fazer shows nos Estados Unidos naquele mesmo dia, graças aos voos fretados.

O festival foi transmitido pela BBC para diversos países da Europa através de transmissões via satélite. Nos Estados Unidos, a programação foi transmitida pela ABC e MTV.

O encerramento na Inglaterra foi com a canção que ajudou a construir o festival, “Do They Know It’s Christmas?” (com todos os artistas participantes), e nos EUA foi ao som de “We Are The World”. 100 mil pessoas assistiram às atrações e Bob Geldolf conseguiu arrecadar em torno de 150 milhões, a partir do resultado direto dos concertos, de telespectadores da BBC e doações individuais.

Artistas reunidos no festival
Artistas reunidos no festival que reuniu mais de 60 artistas

1,5 bilhão de espectadores, em mais de 100 países, viram a apresentação ao vivo pela televisão. Por isso, o dia 13 de julho é considerado o Dia Mundial do Rock.

Ao mesmo tempo aconteceram shows em Melbourne (Austrália), com o INXS e Men At Work e no Japão com artistas locais. 20 anos após a realização do festival, Bob Geldolf produziu um DVD quádruplo, contendo 10 horas de filmagens dessas 16 horas de apresentação e foi lançada no dia 8 de novembro de 2004.

Live 8

Em 2005 foi feito um outro festival chamado Live 8, que reuniu quase os mesmos artistas de 20 anos atrás e os que estavam fazendo sucesso naquela época. O objetivo era intimar os responsáveis pelos países que formam o G8, constituído pelos oito países mais ricos do mundo, a darem mais auxilio, serem justos e liquidar a dívida de países pobres.

Live 8 teve o mesmo sucesso que o anterior e também contou com grandes apresentações,  tipo a do Pink Floyd, com a formação clássica, que não tocava junta desde 1981.  Além das cidades que aconteceram o primeiro festival (com exceção da Austrália), houve apresentações na Itália, Alemanha, Canadá e Rússia.

Foi exibido para 140 canais de televisão e cerca de 400 estações de rádio transmitiram os concertos que também ficaram disponíveis na internet e os organizadores acreditam que cerca de dois bilhões de pessoas assistiram ao Live 8. No Brasil, os shows foram exibidos na antiga MTV Brasil.

Compartilhe

Lara Paiva
Natalense, jornalista, gosta de música, livros e boas histórias desde que se entende por gente. Também tem uma quedinha pela fotografia.
Lara Paiva

Lara Paiva

Natalense, jornalista, gosta de música, livros e boas histórias desde que se entende por gente. Também tem uma quedinha pela fotografia.

Postagens Relacionadas

Rugido_2
Lista: 3 séries feministas para assistir na Apple TV+
Não é de hoje que sou entusiasta emocionada do streaming da Apple, o Apple TV+. Dentre os motivos, estão...
foto da revista capituras
Capituras: revista cultural potiguar com foco em produção de mulheres é lançada
O Rio Grande do Norte acaba de ganhar a primeira revista cultural com foco na produção artística realizada...

Deixe uma resposta

0 0 votes
Classificação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
9 anos atrás

[…] 8) Band Aid – Do They Know It’s Christmas?: Em 1984, o rockstar Bob Geldof, após ver uma matéria sobre a fome na Etiópia, pediu a ajuda de Midge Ure, da banda Ultravox, e compuseram a canção “Do They Know It’s Christmas?”, que contou com o apoio de George Michael, Boy George, U2, Sting, Phil Collins, etc. Assim, surgiu a banda Band Aid e futuramente nasceria o Festival Live Aid. […]

trackback
8 anos atrás

[…] que comemoramos o Rock ‘N’ Roll. Sim, hoje é o dia mundial do rock. No ano passado, nós explicamos sobre o Live Aid, festival que original esta data. Foi organizado pelo irlandês Bob Geldolf e teve shows […]

2
0
Would love your thoughts, please comment.x