Atenção, cinéfilos natalenses! Sabemos que um dos grandes pecados das nossas salas de cinema comerciais é a falta de incentivo à exibição de documentários, já que o público em geral se concentra apenas nos filmes de ficção e narrativas hollywoodianas.

Mas ao menos por ora, seus problemas acabaram! O Cineclube Natal e o Teatro de Cultura Popular (TCP) trazem a Natal, em duas sessões especiais nesta sexta-feira e sábado (18 e 19), o documentário “A vida não basta”, dos realizadores Caio Tozzi e Pedro Ferrarini. O longa, inédito no circuito comercial, utiliza o depoimento de nove artistas de áreas distintas para tratar do papel transformador da arte em suas vidas e na de seu público, por meio de músicas, livros, quadros e personagens. O título do documentário é inspirado na frase “A arte existe porque a vida não basta”, do poeta maranhense Ferreira Gullar, e conta com participações de personalidades como Toquinho e Denise Fraga, além do próprio Gullar, patrono do projeto.

10421161_711910592204147_2693870585520527515_nAlém dos personagens já citados, o documentário traz o escritor Milton Hatoum, a cineasta Laís Bodanzky, o estilista Ronaldo Fraga, o dramaturgo Leonardo Moreira e os quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá. No filme, os depoimentos desses artistas compõem uma narrativa emocionante, criando um diálogo entre quem partilha a dor e o prazer de recriar a própria vida através de universos ficcionais e o seu público. As origens da criação artística na vida, a descoberta da vocação, as motivações, os processos criativos e a relação com o público são trazidos ao espectador. Mais do que falar sobre o fazer arte, “A vida não basta” retrata uma forma de ver a vida.

As duas sessões serão gratuitas e começarão sempre às 19h, no Teatro de Cultura Popular Chico Daniel, da Fundação José Augusto, localizado na Rua Jundiaí, n. 641, em Tirol.

One Response

Deixe um comentário

Your email address will not be published.