O que você precisa saber (sem spoilers) antes de ver Vingadores

Nessa quinta-feira (23) estreou nos cinemas brasileiros um dos filmes mais esperados do ano. “Avengers – Age of Ultron”, que reúne mais uma vez os principais heróis do universo cinematográfico da Marvel.

Joss Whedon, que escreveu e dirigiu os dois filmes dos Vingadores, afirmou que pretende fazer um filme diferente do primeiro, e até fez uma comparação com o segundo filme da trilogia The Godfather.

“O meu guia é O Poderoso Chefão: Parte II, um filme onde muitas coisas aconteceram. É muito diferente, mas você não precisa de nenhuma informação anterior. O que aconteceu desde então está lá, o que é diferente e é por isso que é um filme diferente, é uma estrutura diferente, e é por isso que é mais sombrio”, declarou Wheldon em uma entrevista.

A Marvel, que sempre produziu filmes e séries voltadas para o público jovem, usando sempre muita ação, efeitos especiais e humor, agora está passando por uma mudança. Isso fica evidente não somente com o lançamento do novo filme dos Vingadores, mas também com a recém-lançada série sobre o Demolidor que, assim como Arrow, foi fortemente influenciada pela trilogia Batman, do diretor Christopher Nolan. O esperado, é que os próximos filmes da indústria sigam esse modelo mais sério e sombrio que está sendo adotado.

O novo longa continua a segunda fase do universo de filmes da Marvel e promete um maior desenvolvimento dos personagens principais. Iremos ver um grupo de heróis muito mais unidos e engajados, que se entrosam muito melhor do que no primeiro filme. Esse aprofundamento dos heróis tem como principal objetivo, mostrar os heróis como seres humanos, passando por seus próprios conflitos internos e pessoais.

Personagens mais realistas, sombrios e humanos – Não é a primeira vez que isso acontece no mundo dos super-heróis. Na década de 80 também houve uma grande revolução na indústria de histórias em quadrinhos (HQs), quando surgiram grandes obras como The Watchmen, The Dark Knight Returns; Sandman e muitas outras, que fizeram deram um tom mais adulto e conceitual.

O vilão do filme, como você já deve saber, é o Ultron. O fato de o robô basear sua personalidade na do seu criador (Tony Stark), faz com que ele não seja exatamente o mau em pessoa, ou melhor, o mau em máquina. Porém, Ultron não deixa de ser uma ameaça ao planeta, e com seu exército de robôs, ele proporciona diversas cenas estrondeantes de ação (que é o que boa parte do público irá querer ver).

Personagens novos também surgem na trama, e infelizmente, aqueles que assistiram aos teasers e trailers divulgados pela Marvel, não irão se surpreender muito com o longa. A divulgação de “Era de Ultron” exagerou ao disponibilizar inúmeras cenas, e acabou estragando muitas surpresas que seriam interessantes de serem vistas durante o filme.

Com duas horas e quarenta e quatro minutos de duração, “Vingadores – Era de Ultron” está estreando no Brasil. Então, é uma ótima recomendação para quem quiser se divertir em primeira mão, e se deliciar com os queridos super-heróis da Marvel.