Play List: 10 singles para pista de dança

Sim, depois de uma parada necessária, eis que a nossa Play List retorna para aquecê-la nesse inverno! Caso você leitor, assim como eu enfrenta um longo trajeto até seu trabalho e tem de lidar com aquele incômodo dos “DJ’s” de transporte público ou você que está a fim de animar sua semana com uma seleção de dez músicas recém-saídas do forno, aqui está a oportunidade!

La Roux – Tropical Chancer

la-roux

She’s back! Você, hipster de plantão, que aguardava ansiosamente pelo regresso de Elly Jackson (seu indefectível topete) e companhia depois do avassalador primeiro álbum homônimo de 2009, já pode gritar, dançar, sassaricar e o escambau, porque a espera acabou. “Trouble in Paradise” (2014), segundo álbum da dupla de eletropop britânica, não tem a força do seu antecessor nem de longe, mas traz algumas ótimas músicas. A faixa que abre o disco, “Uptigh Downtown” ao lado da minha favorita “Tropical Chancer”, são as melhores do disco. Certamente, você, caro leitor ainda vai ouvir muito essa música ao longo do ano, anote o que estou dizendo!

MØ – Don’t Wanna Dance

MØ_2

Karen Marie Ørsted, ou como é mais conhecida, MØ é uma cantora e compositora dinamarquesa que, embora tenha uma carreira bem recente, é mais uma artista que ganhou espaço na web e descolou um contrato com uma grande gravadora. Seu primeiro single oficial, “Pilgrim”, foi parar direto nas rádios e paradas da Dinamarca e de países vizinhos, o que lhe rendeu um contrato com a major Sony. Tive acesso ao som da moça através de um cover de “Say You’ll Be There” das Spice Girls, adorei e fucei o som da cantora e caí de amores pelo seu disco de estreia, “No Mythologies to Follow” (2014). Do álbum de abertura eu escolhi “Don’t Wanna Dance” que tem um clima festeiro, pra dançar sem medo de ser feliz. Obrigada BBC Radio One por me introduzir a esse achado!

RuPaul – Sissy the Walk

RPDRS6_vertical_RuPaul_whtBg1.jpg

Ator, drag queen, modelo, autor, apresentador do “RuPaul Drag Race” e cantor. RuPaul ficou conhecido nos anos 90 quando apareceu em uma grande variedade de programas televisivos, filmes e álbuns musicais. Previamente, ele se fixou na cena de boates de Atlanta e Nova York. Além de diva, RuPaul lançou este ano seu sexto álbum, confesso que não gostei muito do disco, prefiro-o como apresentador de TV, mas “Sissy the Walk” é uma música que faz toda a diferença no seu dia, caro leitor! Levanta o astral até do mais desanimado ser humano, é pra ouvir, dançar e fazer “carão”!

Iggy Azalea – Fancy

Iggy-

Que atire a primeira pedra aquele que nunca julgou Iggy Azalea! Costumo fazer um paralelo entre Iggy e Valesca Popozuda, mas tendo em vista que a funkeira brasileira foi elevada à pensadora contemporânea, Iggy é fichinha! A australiana que reside nos EUA desde os 16 e lá iniciou sua carreira de modelo e rapper. Sem papas na língua, pra dizer o de menos, a cantora é “over”, cores, coreografias, roupas ousadas e postura “fuck you” fazem sua fama. Iggy lançou seu primeiro álbum este ano com o pretensioso título de “The New Classic”. Confesso que de tanto ouvi-la em todo canto, acabei me acostumando com seus irritantes beats e seu sotaque (que devo confessar, pouco entendo) e me rendi a “Fancy”.

Icona Pop – Get Lost

iconapop

O duo sueco lançou o primeiro single do seu novo disco (ainda sem título). “Get Lost” segue a mesma linha baladeira, “vamos nos divertir”, de “I Love it”, hit mor do ano passado sobre o qual já falamos aqui. Caroline Hjelt e Aino Jawo em uma harmonia e afinação que só se encontra na Suécia cantam: “Let’s Get lost, drive all night, leave this whole fucked up world behind”, excelente pedida pras pistas.

Jungle – Busy Earnin’

jungle_band

Sabe aquele duo de produtores que pouco gosta de aparecer e faz um som sensacional? Não, eu não estava falando do Daft Punk, mas sim do Jungle, banda inglesa que lançou seu debut este mês e tem um som que muito me lembra outra dupla de DJs, o Justice. Com a pegada de funky, sintetizadores, baixos marcados o duo faz um som de qualidade que lembra os áureos tempos da black music, com o toque da modernidade. A música em questão, “Busy Eaenin'” é uma das minhas favoritas do seu álbum homônimo. O ano ainda nem acabou e eu já coloco o álbum do duo como um dos meus dez favoritos.

Kiesza – Hideway

kiesza1

Kiesa Rae Ellestad é uma cantora e compositora canadense, mais conhecida como Kiesza. De bailarina profissional a oficial da marinha, a moça é multifacetada e em um curto espaço de tempo se tornou sensação nas paradas britânicas. Aos desavisados, o som da moça pode soar como cantora de eletrônica do início dos anos noventa. Quando dei o play em “Hideway”, faixa que dá título ao EP, voltei no tempo e deu uma vontade louca de sair pela rua dançando feito a Kiesza faz no clipe. Assista ao vídeo, se vicie, dance e torça para que o DJ da próxima balada que você for seja antenado e toque Kiesza na pista.

Tove Lo – Hard

ToveLo_4

A promessa da nossa playlist das novas cantoras suecas, Tove Lo, lançou este ano lançou o EP “Truth Serum”, com músicas de desamor prontas pra se dançar “junkie” na pista pra curar toda e qualquer mágoa. O som acessível, comercial que caiu nas graças das paradas dos EUA. “Habits” ganhou uma versão remix que toca em todo buraco, muito embora eu preferira a versão original. Para aqueles que estão sofrendo por amor, gritar “You’re gone and I got to stay high all the time to keep you off my mind” a plenos pulmões é libertador.

Sigma feat Paloma Faith Changing

sigma_paloma

O duo de drum and bass britânico Sigma lançou este mês o single “Changing” ao lado da cantora, também britânica, Paloma Faith. A voz anasalada de Paloma, que em alguns momentos lembra a finada Amy Winehouse, aliada às batidas rápidas dos DJs é uma ótima música para jogging, performances no banho e afins.

Ed Sheeran – Don’t

Ed-Sheeran-ftr

O ruivinho Ed Sheeran é o que eu chamo de Jason Mraz inglês, guardando as proporções, é claro. Depois de fazer bastante sucesso em 2011 com a baladinha singela “The A Team”, Ed se mostrou para o mundo. Este ano lançou o disco “X” que, diga-se de passagem, está ótimo e “Don’t” não sai dos meus players.