Desde que assisti a Dracula de Bram Stoker (Francis Ford Coppola, 1992), tenho um tombo pelas três vampiras que habitam a mansão do personagem de Gary Oldman e quase passam despercebidas. Tem gente que passa a vida fazendo personagem invisível… tem gente que faz um e depois some… e tem aqueles que têm sorte/persistência e aproveitam um personagem-nobody para deslanchar na carreira e quando você vê, já tá fazendo sucesso em Cannes. Foi o caso de Monica Bellucci, a italiana que interpreta uma das três vampiras escravas/noivas de Drácula, e que sequer têm falas.

Florina Kendrick, Monica Bellucci e Michaela Bercu são as três noivas de Drácula
Monica Bellucci, a vampira que “vingou”

Bellucci, das três, foi a única que “vingou” e deu ótimos frutos. Sempre desfilando entre produções italianas, francesas e a indústria de massa hollywoodiana, Bellucci, hoje com 48 anos, conseguiu adquirir respeito e atenção de vários diretores que lhe renderam papeis em filmes como os dois últimos da franquia Matrix, Asterix e Obelix: Missão Cleópatra, A Paixão de Cristo de Mel Gibson e o quinto filme da franquia Resident Evil. No circuito menos comercial – que deu mais respeito a Bellucci – se destacam suas atuações em filmes como os franceses Irreversível (2002), ao lado do atual marido Vincent Cassel e Ne Te Retourne Pas (2009), contracenando com Sophie Marceau. Ambos os filmes foram dignamente exibidos e homenageados em Cannes.

Michaela Bercu. Profissão: esposa, mãe e

milionária.

Já as outras duas vampirinhas não tiveram a mesma sorte (ou esforço… ou talento…) de Bellucci. Continuaram invisíveis. Tão invisíveis que em mais de duas horas de trabalho stalker na internet, achei muito pouco sobre ambas.

Michaela Bercu era modelo e modelo continuou a ser, mas não por muito tempo. Ela é israelense, dona de uma beleza atípica (e aqui eu percebo o que chamou a atenção de Coppola) e estava no auge, no início dos anos 90, quando o filme foi gravado. Hoje em dia, aos 45 anos, Bercu é mãe de quatro filhos e esposa de um milionário. Ponto.

Florina Kendrick

Florina Kendrick, a terceira noiva, parece ser a que menos vingou, nem pela arte, nem pelo dinheiro. Tão nobody, que sequer parece ser digna de um perfil na Wikipedia, Kendrick é romena e, além de atriz, ajudou o elenco com o idioma, visto que parte da história se passa na Transilvânia. Além de Drácula de Bram Stoker, Florina também fez participação em outro filme, With Criminal Intent, sobre o qual também não encontrei informação alguma. Hoje Florina tem 47 anos e é difícil até mesmo achar imagens dela.

Kendrick, Bellucci e Bercu em figurinos do filme

Desaparecidas ou reconhecidas, as três mulheres fizeram parte de um dos melhores filmes de terror da história do cinema. E se vampiras são sinônimo de sensualidade, ao menos essa função todas cumpriram bem. Vide abaixo cena do filme com Keanu Reeves.

One Response

  1. Jean Carlos

    Olá! Gostaria de informações sobre um filme que passou na Sessão da Tarde há mais ou menos uns cinco ou seis anos. O filme é ambientado nos anos 40/50, e conta a história de um pai, que se vê obrigado a cuidar dos filhos e também a lutar pela guarda deles após a morte de sua esposa, mas o Estado consegue tomar a guarda das crianças. Se não me engano, ele é carpinteiro de profissão. Fico no aguardo de informações. Muito obrigado!

    Responder

Deixe um comentário

Your email address will not be published.