Prêmio Hangar de Música: saiba mais sobre o prêmios de revelação e instrumentista do ano

Plutão Já Foi Planeta pode ganhar o prêmio de "Revelação do Ano"
Plutão Já Foi Planeta pode ganhar o prêmio de “Revelação do Ano”

Neste texto vamos voltar a falar dos indicados das categorias que serão escolhidas por um corpo de jurados definidos pela própria organização do Prêmio Hangar de Música, que vai acontecer na próxima quarta-feira (19), no Teatro Riachuelo, em Natal. Agora, vamos apresentar mais informações sobre os candidatos para “Revelação Musical” e “Instrumentista do Ano”. Confira:

REVELAÇÃO MUSICAL DO RN:

Igapó de Almas: O projeto instrumental foi criado pelos músicos Pedras e Walter Nazário, ambos integrantes do Mahmed, em 2011. A intenção do grupo é criar músicas mais trabalhadas e as suas canções são influenciadas por ritmos étnicos até elementos de músicas contemporâneas. Neste ano, eles lançaram o primeiro disco, intitulado de “A”, que pode ser ouvido por completo.

Igapó de A
Igapó de Almas

Juliana Linhares: A cantora e atriz potiguar, residente da cidade do Rio de Janeiro, é vocalista do grupo carioca Pietá, que surgiu em 2012. O som do grupo traz uma mistura de MPB, samba e folk, que eles definem “música popular regional original brasileira acústica de jardim”. Eles já tocaram aqui em Natal, no Mada, e também no Teatro Alberto Maranhão (TAM).  A voz de Juliana é uma das mais diferentes das cantoras potiguares. Veja a apresentação da banda na capital potiguar:

Mahmed: O grupo de instrumental é formado por Dimetrius Ferreira (guitarra), Leandro Menezes (baixo e trompete) e Walter Nazário (guitarra e sintetizadores), que surgiu ano passado. Os caras está conquistando cada vez mais o público alternativo da cidade e foi uma das edições de 2014 do Festival Dosol.  O lema deles é “Música é a nossa medicina”. Quer escutar? Acesse o Soundcloud deles.

Plutão Já Foi Planeta: Criada no ano passado, a “Plutão” já vem conquistando espaço na cena alternativa natalense. Com um som indie, ao ouvir você percebe claramente influências de bandas do Reino Unido, Talma&Gadelha e até mesmo dos Mutantes. Neste ano, eles lançaram o primeiro álbum, intitulado “Daqui Para Lá”. A música deles “Você Não é Mais Planeta” virou uma história em quadrinhos e foi publicada no livro “Contos Rabiscados Para Corações Maltrapilhos”, de Luiza de Souza.  A banda conta com Natália Noronha nos vocais, Vitória de Santi nos teclados e baixo e os garotos Sapulha Campos (voz, guitarra, ukulele, escaleta), Gustavo Arruda (voz, guitarra, baixo) e Raphael Andrade (bateria).

Swellen Pimentel: A cantora começou a sua carreira na adolescência, quando tocou diversos estilos musicais. Em 2011 gravou seu primeiro disco e ficou conhecida pela sua participação na edição de 2013 do reality show “The Voice Brasil”, da Rede Globo, na qual ficou conhecida pela interpretação da música “Ovelha Negra”, de Rita Lee. Neste ano, ela participou do encerramento do Fifa Fan Fest em Natal. Atualmente, está em fase de produção de um novo álbum e vai se apresentar no Prêmio Hangar.

Swellen Pimentel ficou conhecida pela sua apresentação no "The Voice Brasil"
Swellen Pimentel ficou conhecida pela sua apresentação no “The Voice Brasil”

INSTRUMENTISTA DO ANO:

Caio Padilha: Caio é um violinista, ator e violonista. O talento pela música veio de berço, uma vez que ele é filho de Almir Padilha, que tem mais de 40 anos de carreira como compositor. Foi premiado no festival Universitário da Canção em 2009 pelo júri oficial e popular, mesmo ano em que fundou o grupo 3 da Matina. Neste ano, ele lançou o espetáculo “Arrivals” (que também vai ser feito em formato de álbum), que é uma homenagem à música nordestina, apresentando com rabeca.

Kleber Moreira: Kleber é percussionista e um dos integrantes da banda Rosa de Pedra, ele também toca junto com as cantoras Khrystal e Camila Masiso, ambas indicadas ao Prêmio Hangar. Uma curiosidade do músico é que foi o fundador da primeira nação de maracatu da cidade do Natal e também realiza palestras e workshops sobre percussão.

Rafael Brasil: Rafael Brasil, atualmente, é o guitarrista do Far From Alaska, banda de rock que está bem conceituada na mídia nacional. Porém, ele já participou de  uma grande quantidade de bandas da capital potiguar, como Calistoga e Camarones Orquestra Guitarrística. Começou a tocar guitarra ainda na adolescência e aos 13 anos já estava por dentro das bandas de rock da cidade. Rafael também atua como compositor. Os riffs e a experiência são perceptíveis na canção “Dino Vs. Dino”:

Ricardo Baya: O músico é guitarrista e também trabalha como compositor. Tem anos de estrada e de experiência. Já participou de vários trabalhos dos artistas potiguares. Atualmente acompanha as cantoras Khrystal e Maíra Salles e também faz parte do Grupo Saturino.

Sérgio Groove: É um dos baixistas mais conceituados que o Rio Grande do Norte já teve, ele participou de várias bandas e atuou em diversos festivais instrumentais espalhados pelo mundo. Além disso, já fez apresentações em várias cidades brasileiras e também em outros países, como Estados Unidos. O repertório musical do integrante do Candeeiro Jazz vai do forró ao jazz.

Outros indicados

O júri oficial também vai apontar qual foi produtor musical e compositor que foi melhor neste ano de 2014. A maioria dos concorrentes é composta por músicos profissionais, que também têm experiências em outras áreas envolvidas com a música.  Os produtores concorrentes ao troféu deste ano são: Eduardo Pinheiro (vencedor do prêmio na edição passada), Eduardo Taufic, Rafael Almeida, Ricardo Baya e Sérgio Farias. Já os concorrentes como compositor do ano são Diogo Guanabara (realizou alguns trabalhos neste ano para o álbum “Patuá”, de Camila Masiso), Nelson Coelho, Roberto Taufic, Walter Nazário e Yrahn Barreto.