Sam Smith é o grande vencedor do Grammy 2015

Sam Smith, o vencedor da noite

Sam Smith, o vencedor da noite

O Grammy Awards aconteceu na noite deste domingo (8), em Los Angeles, nos Estados Unidos. Esta foi 57ª edição da maior premiação musical do mundo, organizada pela Academia Nacional de Artes de Gravação e Ciência. O grande vencedor da noite foi Sam Smith, com quatro prêmios.

Kanye West quase ataca novamente

Kanye West quase ataca novamente

Já Pharrell Williams e Beck, ganharam três estatuetas respectivamente. O último cantor citado ganhou o “Álbum do Ano”, desbancando a cantora Beyoncé, a favorita para ganhar, fazendo com que Kanye West quase invadisse o palco novamente.  A cantora também recebeu três grammys pela perfomance com “Drunk In Love” e na categoria “Álbum com surround sound”,

Alguns prêmios foram anunciados antes da apresentação. Um deles foi o álbum “Cheek to Cheek”, da Lady Gaga e Tony Bennett, que recebeu o prêmio de “Melhor Álbum Vocal Pop Tradicional”, dando o sexto Grammy a cantora. Isto foi uma vitória, após o fracasso de “Artpop”, além de confirmar as coisas boas que os críticos apontavam neste álbum dueto.

O rapper Eminem ganhou o prêmio de “Melhor Álbum de Rap” com “The Marshall Mathers LP 2” e garantiu mais outro Grammy para a sua coleção.

Além disso, o evento contou com incríveis performances, como AC/DC, Ariana Grande, Madonna, que retornou de forma triunfal ao palco com a canção “Living For Loving”, Ed Sheeran e John Mayer, dentre outras atrações, que chamaram mais atenção que os prêmios em si.

Confira a seguir a lista dos vencedores das principais categoria. O restante pode ser visto no site oficial do Grammy.

Álbum do Ano: “Morning Phase” – Beck
Gravação do Ano: “Stay With Me” (Darkchild Version) – Sam Smith
Canção do ano: “Stay With Me (Darkchild Version)” – Sam Smith
Artista revelação: Sam Smith
Performance solo pop: “Happy” – Pharrell Williams
Performance de pop por duo ou grupo: “Say Something (Feat. Christina Aguilera)” – A Great Big World
Álbum vocal pop tradicional: “Cheek To Cheek” – Tony Bennett & Lady Gaga
Álbum vocal pop: “In The Lonely Hour” – Sam Smith
Canção de rock do ano: “Ain’t It Fun” – Paramore
Álbum de rock: “Morning Phase” – Beck
Performance de metal: “The Last In Line” – Tenacious D
Performance de rock: “Lazaretto” – Jack White
Álbum alternativo: “St. Vincent” – St. Vincent
Álbum de rap: “The Marshall Mathers LP 2” – Eminem
Canção de rap: “I” – Kendrick Lamar
Melhor performance de rap: I – Kendrick Lamar
Colaboração de rap: “The Monster (Feat. Rihanna)” – Eminem
Álbum de rap: “The Marshall Mathers LP2” – Eminem
Performance R&B: “Drunk In Love (Feat. Jay Z)” – Beyoncé
Performance R&B tradicional: “Jesus Children” – Robert Glasper Experiment Featuring Lalah Hathaway & Malcolm-Jamal Warner
Canção de R&B: “Drunk In Love (Feat. Jay Z)” – Beyoncé
Álbum urbano contemporâneo: “Girl”, Pharrell Williams
Álbum de R&B: “Love, Marriage & Divorce” – Toni Braxton & Babyface
Gravação de Dance Music: “Rather Be (Feat. Jess Glynne)” – Clean Bandit
Álbum de dance/eletrônica: “Syro” – Aphex Twin
Álbum country: “Platinum” – Miranda Lambert
Canção country: “I’m Not Gonna Miss You,” Glen Campbell
Performance country em duo ou grupo: “Gentle On My Mind,” The Band Perry
Performance country solo: “Something In the Water,” Carrie Underwood
Álbum gospel: “Help” – Erica Campbell
Álbum de reggae: Ziggy Marley – “Fly Rasta”
Produtor do ano: Max Martin
Trilha sonora: “Frozen Original Soundtrack” – Frozen
Álbum com surround sound: “Beyoncé”
Videoclipe: “Happy” – Pharrell Williams
Filme musical: “20 Feet From Stardon” – Darlene Love, Merry Clayton, Lisa Fischer & Judith Hill
Melhor Trilha Sonora: O Grande Hotel Budapeste

One Response

Deixe um comentário

Your email address will not be published.