Séries e TV: A história de Will & Grace

 

Ainda na linha dos sitcoms, hoje o “Séries e TV” traz outra das clássicas séries de humor dos anos 90/2000. Contemporânea à Friends e imediatamente posterior à Seinfeld (outro marco em termos de comédia que não pode ser esquecido – e que vai ganhar um espaço por aqui no futuro), Will and Grace reúne tudo que é preciso para ser lembrada até hoje como uma das mais criativas séries de TV americanas. Não foi fácil competir com Friends (principalmente quanto a mesma já estava consolidada pela audiência americana), mas, ainda assim, conseguiu se manter no ar por 8 anos, tornar-se uma das principais atrações da emissora (NBC) e ser uma das séries com mais indicações ao Emmy (83 indicações / 16 vitórias).

Ao longo de oito temporadas, os quatro protagonistas (e alguns personagens recorrentes) transformaram em humor muitos assuntos considerados “ousados” e “capciosos” para a época da série. Entre 98 e 2006, muitos dos padrões até então “normais” ainda estavam mudando, e a série começou a lidar, dentre outras coisas, com o público gay (e dois dos personagens principais eram homossexuais) e seus romances e crises amorosas.

Sobre os principais personagens:

Will: É um advogado charmoso, inteligente e bem sucedido profissionalmente. Extremamente sarcástico e resmungão, é o mais maduro dos personagens. Acaba sendo um ombro amigo e fonte de conselhos para a maioria dos amigos (exceto no quesito amoroso).

Grace: Designer de interiores e dona de seu próprio negócio, é a mais “perdida” das personagens. Além dos relacionamentos catastróficos, também tem uma relação extremamente conturbada com a mãe (uma ex atriz que adora chamar a atenção), seu pai e suas irmãs. Amadurece claramente ao longo da série, principalmente com a ajuda do seu inseparável amigo Will.

Jack: Multifacetado e cheio de talentos. Faz trabalhos em todas as áreas artísticas, principalmente como cantor e/ou ator. Apesar de ser completamente egoísta e narcisista, sempre está disposto a ajudar seus amigos em qualquer situação (embora, quase sempre, a situação seja contrária). Tanto seus relacionamentos como seus trabalhos são completamente rápidos e desleixados.

Karen: Uma milionária excêntrica que vive com os pés fora do chão. Não tem noção de dinheiro, nem de gastos e muito menos de sociabilidade. Apesar de pensar sempre em si, considera Grace sua amiga e muitas vezes tenta trazê-la para o seu mundo de futilidades e imaginação. Foi criada para ser apenas coadjuvante, mas, devido ao imenso sucesso, passou para o elenco principal. Sempre se destacou pelo seu humor negro, alcoolismo e falta de noção.

Em suma, Will e Grace namoraram na faculdade, até que Will descobre que é gay e acabam o relacionamento mas mantém a amizade e se tornam melhores amigos. Will (Eric James McCormack) é amigo de Jack (Sean Patrick Hayes), que é quem o ajuda a descobrir sua sexualidade. Grace (Debra Lynn Messing) é amiga de Karen (Megan Mullally), sua secretária muito rica e folgada. Quando todos se juntam, formam o grupo mais engraçado, inusitado e original de todos os tempos. Junto com alguns personagens flutuantes, na cidade de Nova Iorque, todos aprendem um pouco mais sobre a vida adulta, responsabilidades, carreira, amor e, claro, amizade.

 

Apesar da série ter saído do ar muitos anos atrás, ainda é uma das melhores comédias pra se baixar e assistir com os amigos. Os bordões, as histórias e os personagens ficaram/estão imortalizados na vida dos atores e dos fãs. Vale a pena baixar e conhecer um pouco.