Sobre e-sport e o que o Maracanã tem a ver com jogos eletrônicos

Uma vez papeando com um amigo meu, falávamos sobre assuntos diversos, que diziam respeito à tecnologia e games. São assuntos bem legais de serem conversados, quando se tem alguém que entenda ou que pelo menos tenha gosto por buscar uma quantidade razoável de conhecimento para não ficar boiando enquanto um nerd (no caso eu) está falando sobre algum assunto. Um dos assuntos que foram abordados de forma bastante engraçada, diga-se de passagem, foi de jogos MOBA (Multiplayer online battle arena ou no português Arena de batalha multiplayer online), os novos e-sport do momento.

Logo veio aquela pergunta: “Mas o que o que é e-sport?”. A resposta foi simples como a pergunta, o “e” vem de eletrônico e “sport” de esporte mesmo. Trocando em miúdos, e-sports são jogos jogados de forma competitiva em grandes campeonatos. Nesses campeonatos existe uma estrutura de equipes, estas compostas por integrantes que são extremamente habilidosos no game. Imagine você, sentar numa cadeira, olhar para uma tela e torcer para que uma equipe vença um jogo eletrônico. Há alguns anos atrás isso era uma piada, hoje é uma realidade bem vívida.

Ainda com tom de brincadeira, meu amigo perguntou: “Esporte? Você está falando sério? Pensei que envolvesse atividade física”. Se analisarmos bem, não é muito errado pensar dessa forma, afinal de contas o esporte realmente envolve atividades físicas, fato consumado, não é preciso pesquisar muito para se chegar a conclusões assim. Por outro lado, ver uma final de League of Legends (também conhecido, carinhosamente, por LOL) em um estádio que abriga jogos de vôlei, com sua capacidade máxima cheia em 8 mil pessoas; torcendo, vibrando, vaiando, curtindo e aproveitando um clima festivo é de se pensar se o termo “esporte” não pode estar sendo redefinido.

screen_shot_2014-07-26_at_10.16.06_pm
Foto do Maracanãzinho cheio! Inacreditável! E bonito, também.

Os jogos de MOBA, que incluem os deuses Dota 2 e LOL não são os únicos e-sports conhecidos, antes deles existiam os FPS (com destaque para Counter Strike 1.6) e os RTS (estratégia em tempo real, jogos como StarCraft 2, Age of Empires e Age of Mitology). Todavia, o e-sport mais popular do momento, digamos a modalidade, é o MOBA. Para você que não conhece o gênero, vamos a uma explicação simples e rápida do que é.

Um jogo de MOBA constituí-se de um mapa de três vias, que no jogo é chamado de lanes ou lands, dependendo do que você estiver jogando. Cada via possui um nome, a mais superior é chamada de TOP, a do meio de MID ou MIDDLE (pouco usual) e debaixo de BOT ou BOTTOM (pouco usual também). Observe que os nomes das lanes são suas representações em inglês, obviamente pelos desenvolvedores e players iniciais falarem inglês, né? Só um tico mais fácil de popularizar a coisa pelo mundo. Além desses caminhos, praticamente todo MOBA possui uma selva com monstros neutros para serem mortos e darem dinheiro ao player, que no game é chamado de gold – a moeda para compra de itens.

Mapa das lanes ou caminhos
Mapa das lanes ou caminhos

Cada jogador controla um herói (que em LOL é chamado de campeão) que se movimenta com o clicar do botão direito do mouse e realiza os ataques básicos do herói com o clique do mesmo botão. Além dos ataques básicos cada herói possui quatro habilidades únicas, que ficam disponíveis nas teclas Q, W, E, R.

A habilidade na tecla R é a ultimate do herói, que o deixa mais forte em seus ataques básicos, ou nas outras habilidades citadas, ou realiza um ataque especial único. O ultimate normalmente é utilizado somente para finalizar um herói inimigo ou uma torre (caso essa habilidade permita isso). No jogo também há minions, que são boots (personagens controlados por computador), que ajudam a equipe a alcançar as torres inimigas, essas possuem ataques de alto dano, ou seja, se um herói enfrentar uma torre inimiga sozinho, certamente pagará com a morte.

O jogo possui um objetivo único: destruir a base inimiga. Para tal é necessário passar pelas tropas inimigas, torres e heróis adversários para então destruir a base de seu oponente. Apesar de simples e bobo, cada partida dura de 30 a 60 minutos, às vezes até passando disso, dependendo dos players que ali estão jogando.

lol_gameplay
Gameplay de um campeão na selva

O mais impressionante dos MOBAS é a quantidade de gente que vem se apaixonando pelo gênero e o quão competitivos os campeonatos estão se tornando, muita gente observa essas equipes jogarem e adotam o “seu time do coração” para torcer nos campeonatos, que são de níveis nacionais a internacionais. O mais incrível de tudo é quantidade de gente que gosta, assiste e ama o game. Existem fóruns e mais fóruns para ensinar a como jogar e como não noobar. Noobar é o termo usado para quem não conhece o game e faz aquelas cagadas monstruosas, seria como fazer um gol contra de propósito no futebol.

O Maracanãzinho foi palco de um mega evento do LOL, com direito a abertura com orquestras e bandas para uma final bastante animada e empolgante, já citado anteriormente. Esse é o e-sport, onde os atletas precisam de estratégia e habilidade com os seus heróis. Se você ficou com vontade de experimentar o game, mesmo não querendo jogar em altos níveis, não se preocupe. LOL e Dota 2 possuem muita gente como você, querendo apenas uma partida casual para lhe dar alguns momentos de puro prazer.

Veja abaixo uma gameplay, o teaser do evento e algumas imagens da abertura.