Você não vai acreditar, mas é verdade. Brian De Palma é o diretor com maior número de indicações ao Framboesa de Ouro, cinco de Pior Diretor e uma de Pior Filme. Dentre as indicações está o filme Scarface, pelo qual foi indicado a pior diretor em 84, mas nos anos 2000 o respeitado AFI (American Film Institute) elegeu Scarface um dos 10 melhores filme de gangster dos EUA. Mas muito antes do AFI o Scarface já tinha conseguido conquistar o seu lugar merecido.

Esta é a clássica jornada do filme cult: desmerecido na época do seu lançamento, mas com o tempo se torna um verdadeira clássico, um fenômeno pop, assim como a citação clássica “Say Hello to My Little Friend”, com certeza você já viu alguma referencia  a ela.

Mas há aqueles que conseguiram ver a genialidade do filme na época de seu  lançamento como, por exemplo, o famoso critico Roger Ebert, que deu deu nota máxima ao filme.

Al Pacino em Scarface

Outro filme de De Palma indicado a esse “prêmio” foi Vestida Para Matar. Este foi justamente o filme que iniciou a minha paixão pelo De Palma. É um dos meus filme favoritos, e quando o vi, não sabia dessa indicação a pior diretor. “Devem estar loucos, é uma obra-prima , o cara é o novo Hitchcock”, foi o que pensei.

Mas por que isso? Por que seus filmes eram tão mal recebidos? De Palma era um gênio a frente de seu tempo? Ou era um gênio a sombra de outro? É claro que estou falando do Hitchcock. Quem é Brian De Palma?

Cena de Vestida Para Matar

De Palma é um dos diretores da década de 70, sem dúvida uma das mais importantes da história do cinema. Ele era da turminha de Scorsese, Coppola, Lucas, Spielberg, Altman, Friedkin entre outros. O clássico máximo do De Palma nos anos 70 foi Carrie -A Estranha, esse sim foi bem recebido, inclusive com indicações para o Oscar, mas o próprio diretor nunca fora indicado.

Sua maior influência é Hicthcock, que também é sua maior crítica. Dizem que ele imita Hicthcock. O fato é que ambos pensam visualmente. De Palma usa histórias parecidas com as do Hicthcock? Sim, mas as conta de outra maneira, o que importa para ele é como conta a historia e não a história em si. Ele mata o personagem no meio da história assim como em Psicose? Sim, mas o usa com outro proposito, um propósito visual.

Quentin Tarantino é um dos admiradores do De Palma mais conhecidos. Se você adorou ver a técnica da split-screen (tela dividida) em Kill Bill e Jackie Brown, também vai adorar ver em Carrie, Vestida Para Matar, Blow Out, Snake Eyes, por que Brian De Palma é justamente o criador dessa técnica. Aliás, Tarantino coloca o Blow Out no seu Top 3 de filmes favoritos.

John Travolta em Blow Out

Na cena  inicial de Blow Out, De Palma volta a câmera para ele mesmo e as criticas contra ele. Ele começa refazendo a cena do chuveiro de Psicose, ai você pensa que ele está imitando o Hicthcock de novo, só que você vê que não era nada disso, pura genialidade, não vou contar, vejam o filme. Aliás, revejam os filmes do De Palma, os que vocês amaram e os que vocês odiaram, porque De Palma requer uma reflexão maior.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.