Natal é conhecida por suas praias paradisíacas, brisa e por ter sol quase sempre. Porém, existem alguns questionamentos para os turistas que não querem se limitar às atrações litorâneas da nossa cidade e redondezas: qual é a melhor balada? Onde posso ver shows? Um bom lugar para comer? Um bar diferente para tomar alguns drinks? Quais os pontos turísticos que valem a pena ser visitados?

Então, para você que deseja conhecer nossa cidade além da Barreira do Inferno, Ponta Negra e Pipa, nós vamos responder essas perguntas e dar dicas para quem pretende visitar a capital do Rio Grande do Norte.

Hotéis

Chalet Suisse (Foto: Facebook)

Chalet Suisse (Foto: Facebook)

Depois de uma viagem de avião, ônibus ou carro, o melhor mesmo é descansar. Ao sair do Aeroporto Aluisio Alves, em São Gonçalo do Amarante, o turista pode vir a Natal através de duas pontes: Igapó, onde pode ver a vista do Rio Potengi, mesmo com um trânsito um pouco pesado, ou a Newton Navarro, pela qual também verá o rio, e ainda avistar algumas das nossas praias. É possível encontrar várias pousadas e hotéis e a preços acessíveis em Ponta Negra e algumas opções mais luxuosas no bairro de Petrópolis. Uma boa sugestão para auxiliar essa busca é o site trivago, que permite mapear várias opções de estadias, com descontos, para garantir que sua escolha atenderá suas expectativas financeiras.

A seguir vamos lhe dar dicas de bons lugares para se hospedar na cidade. Todos têm parcerias que fornecem passeios de buggy ou meios de realizar um city tour pela cidade. Confira:

  • Republika Hostel: O albergue está no coração do bairro de Ponta Negra, próximo a bares, feiras de artesanatos, shoppings e da praia. O local é dividido em sete acomodações, que são: Mediterrâneo (uma cama de solteiro e casal), Cobalto (duas camas de solteiro), já os quartos Atlântico e Turquesa são reservados apenas para casais. Os quartos coletivos com as beliches são chamados de Céu, Celeste e Marinho (acessível para cadeirantes). O preço das diárias variam entre 80 e 120 reais.  Gostou? Está na Rua Porto das Oficinas, 8944, Ponta Negra. Telefone: (84) 3236-2782. Clique aqui para acessar o site.
  • Aquaria: Situado na orla da Praia de Ponta Negra, o hotel é um dos mais novos da cidade e foi elaborado para proporcionar uma bela visão do cartão postal da cidade, além de propor uma excelente visão do Morro do Careca, um dos atrativos turísticos da cidade. Também são oferecidos restaurante com o melhor da gastronomia potiguar. Se não quiser comer por lá, o turista tem diversas opções na orla de Ponta Negra. Endereço: Rua. Erivan França, 39 – Ponta Negra. Contato: (84) 3219-0578.
  • Chalet Suisse: Próximo da orla de Ponta Negra, por meio das árvores e natureza, existem chalés com arquitetura estilo aos imóveis encontrados na suiça e pode acomodar até cinco pessoas. Possui características de condomínio fechado e é próximo de restaurantes e boates. Cada chalé possui dois quartos, varanda, banheiro e cozinha com eletrodomésticos e utensílios. Está localizado na Rua Luiz Estevam, 2272 – Ponta Negra. Telefone: (84) 3025-5214. Cliquei aqui para mais informações.

Baladas

No Buraco da Catita é local ideal para quem gosta de Chorinho e Gafieira (Foto: Divulgação)

No Buraco da Catita é local ideal para quem gosta de Chorinho e Gafieira (Foto: Divulgação)

O Nordeste é musicalmente conhecido pelo forró e axé. E Natal não poderia ficar de fora. Nós temos o Carnatal, a maior micareta do país, que é uma prévia do carnaval de Salvador. A cidade também é conhecida por ser palco do Festival Mada, um dos maiores eventos de música independente das terras tupiniquins. Porém, temos um forte reduto de samba, com eventos voltados para este estilo nos bairros boêmios. Então, apresentamos lugares que agradam a todos os gostos.

  • Buraco da Catita: Você pode ouvir um chorinho, samba e outros elementos da música brasileira no Buraco da Catita, criado em 2008, quando o grupo Catita Choro e Gafieira tocava o seu repertório no Beco da Lama, reduto do samba potiguar. Porém, o espaço ficou pequeno e alugaram uma das antigas casas no tradicional bairro da Ribeira. Funciona de quinta a sábado das 18h às 02 da manhã e localizado na Travessa José Alexandre Garcia, 95, Ribeira. Telefone para contato: (84) 2010-9185. Acesse o site.
  • Ponto Sete: Situado na Avenida Engenheiro Roberto Freire, no bairro de Ponta Negra, próximo à praia que tem o mesmo nome, um dos cartões postais da capital potiguar. O local tem bares e restaurantes ecléticos, bastante frequentados pelos turistas da cidade. Também é escolhido para realizar alguns eventos durante o carnaval e na festa de ano novo. É lá que tem o Beleza Bar, Black Point Lounge e Só Mais Uma.
  • Rastapé: A região do Nordeste é conhecida pelo forró, que foi propagado para o Brasil inteiro pelo rei do baião, Luiz Gonzaga. O Rastapé é um local ideal para quem quer ouvir as bandas de forró e dançar coladinho com alguém. Conta com cinco bares divididos em três ambientes e um local para realizar aquele bate-papo. Funciona de quarta, sexta e sábado, a partir das 22 horas. Ingresso custa 20 reais e universitário tem entrada gratuita até meia-noite. Mais informações. Telefone: (84) 3219-0181.

Bares

Ateliê Bar (Foto: Williane Oliveira)

Ateliê Bar (Foto: Williane Oliveira)

Temos bares que vão agradar todo tipo de turista, desde aquele que curte um pouco de rock até quem gosta de um agito um pouco maior. Confira as nossas dicas:

  • Wesley’s: Que tal misturar rock, blues e bons drinks? Esta é a proposta do Wesley’s bar. Antes, o nome era Gringo’s, que também tinha as mesmas propostas que o atual estabelecimento oferece. São mais de 120 tipos de drinks para apreciar, além de ter petiscos e cervejas. Endereço é na Avenida Praia de Ponta Negra, 9012, no bairro de Ponta Negra. Funciona todos os dias, com exceção das segundas e domingos, a partir das 20h.
  • A Saideira: Para quem gosta de escutar música ao vivo e beber uma boa cerveja, este é o lugar ideal. Funciona de segunda à sexta, a partir das 17h. Nos sábados, que é dia da feijoada e carangueijada, o espaço abre às 12h. Conta com os petiscos, macaxeira frita e caipirinha. Endereço: Avenida da Integração, 3491, Candelária. Telefone: (84) 3322-0070.
  • Ateliê: Existe outro reduto onde reúne os boêmios da cidade. O casarão é sede do ateliê do artista plástico Flávio Freitas. É um point cultural, que acontece shows de samba, rock, jazz e entre outros estilos musicais. São fornecidos alguns petiscos, como dadinho de tapioca e frutos do mar. Lá são vendidas as cervejas nacionais e estrangeiras. O endereço é na Avenida Duque de Caxias, 182, Ribeira. Funcionamento: Quinta a Sábado (19h às 1h30) e Domingo (16h às 22h).

Gordinagem

Entrada do Labiata (Foto: Facebook)

Entrada do Labiata (Foto: Facebook)

Gordinar é um ato de comer e engordar sem ter culpa. Além de comer ginga com tapioca no bairro da Redinha, apreciar a carne de sol no Tábua de Carne e experimentar um excelente prato de camarão no Camarões, temos excelentes restaurantes para ninguém botar defeito e com serviços excelentes.

  • Curva do Vento: Na antiga rua do Salsa, um dos cantos mais badalados de Ponta Negra, há um bar chamado Curva do Vento. Conhecido pelo ambiente com iluminárias coloridas e ambiente intimista. É lembrada pelas pizzas e as batatas röstis. Fica na Rua Manoel Augusto Bezerra de Araújo, 396, Ponta Negra. Telefone para contato: (84) 2010-4749.
  • Labiata: Lugar aconchegante, vista para Praia de Ponta Negra e, ao mesmo tempo, simples, o bistrô oferece saladas, massas e carnes que vão agradar qualquer pessoa. Bom para levar um companheiro para uma noite romântica ou realizar um bate-papo tranquilo com os amigos. Alguns dias da semana têm música ao vivo. O local também é conhecido pelas entradas bem elaboradas, como bruschetta, dadinhos de tapioca e panelinhas, feitas de purê de batata (normal ou doce), acompanhadas por carne de sol ou camarão. Funciona de terça a domingo, das 18 horas até meia-noite. Fica na Rua Pedro Fonseca Filho, 8989, Ponta Negra.
  • Largo do Atheneu: O largo do Atheneu tem este nome por conta da Escola Estadual Atheneu Norte-riograndesnseuma . Durante a noite, o local é famoso pelos restaurantes na redondeza, como Between, a tradicional Confeitaria Atheneu (do lado da Casa do Pão de Queijo), experimentar os sanduíches gourmet no trailer Maguh ou comer um pastel no Pastel Petrópolis. Quer experimentar estas delícias? Ficam no final da Avenida Campos Sales, em Petrópolis.
  • Mahalila: Próximo da UFRN, numa casa cor de salmão, está o Mahalila, o local é um misto de point cultural com restaurante. Lá acontece exposições, lançamentos de livros, música ao vivo e também tem um espaço destinado para sebo, onde você pode comprar um livro ou ler por lá mesmo. Tem crepes variados e a cerveja é bem gelada. Local: Rua Nívea Madruga e funciona de quarta a domingo, a partir das 16h.

Pontos Turísticos

Arena das Dunas foi usada em quatros jogos da Copa do Mundo (Foto: Lara Paiva)

Arena das Dunas foi usada em quatros jogos da Copa do Mundo (Foto: Lara Paiva)

Além das nossas praias e dunas paradisíacas, temos pontos turísticos divertidos para o turista, que geram curiosidade e, ao mesmo tempo, diversão. Temos o estádio que foi palco dos jogos da Copa do Mundo, o segundo maior parque urbano e um centro comercial quase tão bom quanto a Rua 25 de Março, em São Paulo. Veja:

  • Parque das Dunas: Segundo maior parque urbano do Brasil. Inaugurado na década de 1970, o acesso se dá pelo Bosque dos Namorados. As atrações são as trilhas Perobinha (destinado para as crianças, pois tem 800 metros de extensão), Peroba (Percurso de 2,5 km) e Ubaia-Doce (a mais longa e tem 4 km), além da área infantil, anfiteatro, biblioteca, sala de exposições, lanchonete e pista para caminhada. Todo domingo acontece Som da Mata, onde diferentes bandas mostram os trabalhos artísticos. Funciona de terça a domingo. Endereço: Av. Alexandrino de Alencar, s/n, Tirol.
  • Arena das Dunas: O estádio foi construído para receber os jogos da primeira fase da Copa do Mundo de 2014 e foi o palco da polêmica mordida do jogador Luiz Suárez no oponente Chiellini, na partida Itália x Uruguai. A seleção sul-americana saiu classificada. Além disso, é na Arena das Duans que acontecem os jogos do América Futebol Clube, um dos principais times da cidade que está na série B do Brasileirão. Se tiver sorte, o turista poderá assistir o clássico local do América X ABC. O estádio está aberto para visitação através do programa Arena Tour, que funciona de quarta a domingo, das 10h às 17h. As visitas duram cerca de 50 minutos e são guiadas por monitores bilíngues. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Portão C – ponto de partida do passeio – por R$ 30 (R$ 15 a meia entrada).
  • Alecrim: O bairro do Alecrim é o maior centro comercial de Natal, considerado a “25 de março” natalense. Se você quer encontrar a maior variedade de produtos e com um preço bem acessível, está no lugar certo. Um dos locais que podem visitar é o Camelódromo e Mercado da 4 e da 6 (os nomes são referências às avenidas do bairro, que são enumeradas). Além disso, no sábado acontece a maior feira livre da cidade, com uma maior variedade de hortaliças, frutas e outros tipos de alimentos.

Teatro

Espaço interno do Teatro Riachuelo (Foto: Giovanni Sérgio)

Espaço interno do Teatro Riachuelo (Foto: Giovanni Sérgio)

 

Quer assistir a uma peça ou ver um bom show? Natal oferece alguns espaços cênicos e lhe daremos alguns locais que gostamos e vale a pena de visitar.

  • Teatro Riachuelo: Aberto em 2010 e tem uma arquitetura moderna. Acontecem peças e, principalmente, shows de diversos artistas e bandas. Localizado no Midway Mall e é o maior teatro dentro de um shopping no Nordeste. Endereço: Av. Bernardo Vieira, 3775 – Tirol. Telefone: (84) 4008-3700. Mais informações no site.
  • Teatro Alberto Maranhão: Situado em um prédio centenário, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan). Local é administrado pela Fundação José Augusto (FJA), órgão da Secretaria Extraordinária de Cultura do Rio Grande do Norte. Local recebe peças teatrais, apresentações de artistas locais, balé e da Orquestra Sinfônica. Endereço: Praça Augusto Severo, s/n, Ribeira. Telefone: (84): 3222-3669.
  • Casa da Ribeira: A Casa da Ribeira é o palco para as apresentações de peças elaboradas pelos grupos teatrais daqui e as entradas custam apenas 10 reais. Surgiu há 13 anos em um imóvel construído no ano de 1911 e foi uma das primeiras sedes do Armazém Pará, loja de material de construção. Endereço: Rua Frei Miguelinho, 52, Ribeira. Telefone: (84) 3211-7710.

 

Museus:

Pina

Pinacoteca Potiguar, prédio onde funcionou o Governo do Estado, faz parte do Corredor Cultural (Foto: Lara Paiva)

Todo turista tem a curiosidade de conhecer um pouco da história da cidade em que visita. O começo da capital potiguar pode ser visto na Fortaleza dos Reis Magos, localizado na Praia do Forte, que conta sobre a vinda dos primeiros portugueses em Natal e da invasão holandesa. Porém, a cidade apresenta outros lugares que mostram a importância e marcas que Portugal deixou no Brasil. Recomendamos o Corredor Cultural, saiba um pouco mais dele a seguir.

  • Corredor Cultural: Também conhecido como o Centro Histórico de Natal e é composto por 150 imóveis do bairro da Ribeira e Cidade Alta que retratam o desenvolvimento da capital potiguar. São prédios com arquitetura neoclássico, art-noveau, barroco e outros estilos que mostram a influência portuguesa. Nós vamos recomendar quatro prédios para você visitar: a Pinacoteca Potiguar (antigo Palácio do Governo e hoje é o espaço que tem exposições de artistas locais, nacionais e internacionais e outros eventos culturais), Casa de Câmara Cascudo (residência onde viveu o escritor conhecido pelas pesquisas sobre o folclore brasileiro e é administrado pela equipe Ludovicus) e Solar Bela Vista (Palacete do século XX, administrado pelo Sesi, onde possui diversas atividades culturais).

Endereços:

Pinacoteca Potiguar: Praça Sete de Setembro, s/n, Cidade Alta (Horário de visita: Terça a Sábado: 08 às 18 horas. Telefone: (84) 3231-3498/3211-7056. Entrada gratuita)

Casa de Câmara Cascudo: Av. Câmara Cascudo, 377, Ribeira (Telefone: (84) 3222-3293. Funcionamento: Terça à Sábado: 09 às 17h. Ingresso: 3 reais)

Solar Bela Vista: Av. Câmara Cascudo, nº 417, Ribeira (Informações:  (84) 3212-1904)

Deixe um comentário

Your email address will not be published.