‘Vagabond Vol.1’ é biografia em forma de mangá

Lançado este ano pela Panini Comics, por meio do seu selo especializado Planet Manga, Vagabond Vol. 1 chegou nas livrarias com o preço sugerido de RS 17,90 e possui cerca de 250 páginas. Além da razoável quantidade de páginas, a capa e paginas iniciais são coloridas, e a HQ é impressa em papel offset, justificando o seu valor.

Vagabond é escrita pelo mangaká – expressão japonesa para quadrinista – Takehiro Inoue, e é baseada na biografia de Miyamoto Musashi (1584 – 1645), um samurai bastante popular no Japão, criador de um estilo de batalha que utilizava duas espadas. Devido a esta técnica, Musashi nunca foi derrotado em combate, o que lhe rendeu status de herói na Terra do Sol Nascente numa época que os samurais estavam desaparecendo devido ao emprego das armas de fogo nas batalhas.

Nesta obra, o samurai é representado por Shinmen Takezo. Juntamente com Hon’iden Matahachi, sobrevive a guerra Sekigahara – conflito que dividiu o Japão no final do século XVI – e, após serem ajudados por duas mulheres que vivem das vendas de spoilers de guerras para os bandoleiros (uma espécie de gangue daquela época), começam uma jornada para casa que contará com algumas batalhas, que transformará Takezo em uma lenda.

img_20161025_175123929

Neste primeiro volume, o objetivo da história é, tão somente, apresentar os personagens. Há, praticamente, um capítulo para cada um, permitindo que o público crie um empatia com eles. As batalhas que amadurecem o personagem principal, transformando-o num guerreiro, vão sendo apresentadas na medida certa. O mangá também possui algumas cenas bem quentes de romance envolvendo Matahachi, parceiro do protagonista, o que justifica a classificação do Mangá para maiores de 18 anos.

Além dos elementos acima, Vagabond Vol. 1 conta com um glossário que dá uma verdadeira de história japonesa, citando e explicando alguns eventos que acontecem ao longo do encadernado. Por esses motivos, é um excelente HQ, que envolve ação, romance e muita historia.