Valendo a Vida! é um documentário de longa metragem de Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva que acompanha a cena internacional dos poetry slams e sua chegada ao Brasil.

“Valendo a Vida!” é um documentário de longa metragem de Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva que acompanha a cena internacional dos poetry slams e sua chegada ao Brasil

A poesia ganha, a cada dia, mais adeptos. Enquanto alguns poetas “do século passado” continuam escrevendo, novos talentos vão surgindo, e, apoiados pelos mais velhos, muitos jovens entre 20 e 30 anos já são considerados grandes nomes da poesia contemporânea.

Uma das coisas mais fascinantes na poesia é a diversidade. Ela existe escrita, falada, cantada e interpretada. E explorar todas essas vertentes vem sendo, atualmente, um caminho muito adotado pelos artistas.

Quando gêneros artísticos se fundem, o resultado é mágico. Um exemplo disso é o poetry slam, ou slam de poesia, o encontro entre poesia e performance.

o MENOR SLAM DO MUNDO acontece em São Paulo e em Natal e permite textos de no máximo 1, 3 e 10 segundos. O campeão - campeinho - da noite leva pra casa uma pilha de livros

o MENOR SLAM DO MUNDO acontece em São Paulo e em Natal e permite textos de no máximo 1, 3 e 10 segundos. O campeão – campeinho – da noite leva pra casa uma pilha de livros

Os eventos de poetry slam também são conhecidos como, simplesmente, campeonatos de poesia falada. Os poetas se reúnem e apresentam seus textos, depois são julgados e premiados. Todo slam tem suas regras. Em São Paulo e Natal, por exemplo, existe o menor slam do mundo, um slam que permite apenas textos de, no máximo, 1, 3 e 10 segundos.

Enquanto isso, existem muitos slams de textos de até 3 minutos, como o Slam da Guilhermina e o ZAP Slam, ambos em São Paulo. Os lugares e a forma como são celebrados também variam muito. Em Natal, o menor slam do mundo acontece num parque, ao ar livre, enquanto o Slam do 13 e o Slam da Guilhermina acontecem nas proximidades de metrôs de São Paulo.

O Slam da Guilhermina, de São Paulo, acontece toda última sexta-feira de cada mês ao lado do Metrô Guilhermina-Esperança

O Slam da Guilhermina, de São Paulo, acontece toda última sexta-feira de cada mês ao lado do Metrô Guilhermina-Esperança

Para documentar essa movimentação toda da cena do poetry slam, desde seu meio internacional até sua chegada ao Brasil, as artistas  Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva lançaram na internet uma campanha para bancar o documentário ”Valendo a vida!”.

Valendo a Vida! já está praticamente todo gravado, mas faltam algumas coisinhas, como entrevistas com os pioneiros do slam no Brasil e a gravação de um último Slam, que está sendo organizado, em off, pelo pessoal do próprio documentário. Depois de tudo gravado, é só finalizar a montagem e pronto.

10645072_350880138422928_3189009309336719891_n

As diretoras Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva divulgam o projeto

Dos R$ 80 mil necessários, apenas menos de R$ 10 mil foram atingidos até agora. Mas ninguém desanima. O documentário é muito necessário para todos os artistas e muita gente vem se mobilizando para apoiar a causa. Que tal você também abraçá-la?

Você pode contribuir clicando aqui

Deixe um comentário

Your email address will not be published.