Foto Grafia: As duas décadas de cinema de Javier Bardem

Javier Bardem é um ator espanhol premiado em todos os festivais mais reconhecidos do circuito cinematográfico, dentre eles, o Oscar, Globo de Ouro, Cannes e BAFTA. O ator é reconhecido por alguns projetos ambiciosos, que mostram uma personalidade mais intimista e inquieta enquanto artista, como é o caso de Biutiful (2010), parcerias com diretores como Pedro Almodóvar (Carne Trêmula) e Woody Allen (Vicky Cristina Barcelona), e ainda algumas intervenções no meio hollywoodiano como, por exemplo, a última produção em que apareceu, Skyfall, interpretando o vilão do filme da franquia James Bond. Javier Bardem bateu o martelo de seu reconhecimento internacional ao interpretar um assassino de aluguel no filme “Onde os Fracos Não Têm Vez” (2007), dirigido pelos irmãos Coen.

Bardem com a atriz, e a atual esposa, Penelope Cruz, no filme “Jamón, Jamón” (1992), do diretor espanhol Bigas Luna

Em 1997, um ainda jovem Javier Bardem encarna o personagem David no filme “Carne Trêmula”, dirigido pelo também espanhol Pedro Almodóvar.

Em “Antes do anoitecer” (2000), Bardem vive um escritor cubano e recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator por sua interpretação. No elenco do filme dirigido por Julian Schnabel há ainda Sean Penn e Johnny Depp.

“Mar Adentro” (Alejandro Almenábar, 2004) talvez seja o filme que deu a Javier Bardem um dos seus papéis mais tocantes. O ator interpreta Ramón Sampedro, um ex-marinheiro que ficou tetraplégico e luta pelo direito de acabar com a própria vida.

No sete de “Sombras de Goya” (2006), filme dirigido por Milos Forman, em que Bardem contracenou com Natalie Porman. Bardem interpreta o inquisidor Irmão Lorenzo.

Como o poeta Florentino Ariza no filme “O Amor nos Tempos do Cólera” (2007), adaptação cinematográfica do romance de Gabriel García Márquez, dirigida por Mike Newell.

No mesmo ano (2007), Bardem interpreta o estranho personagem de “Onde Os Fracos Não Têm Vez”, filme escrito e dirigido pelos Irmão Coen, vencedor do Oscar de Melhor Filme e também de Melhor Ator (Javier Bardem).

No filme “Vicky Cristina Barcelona” (2008), dirigido pelo americano Woody Allen,  onde Bardem contracenou novamente com Penelope Cruz, e engataram o namoro.

Em Biutiful (2010), Bardem vive o conflituoso Uxbal. O filme mexicano foi realizado por Alejandro González e concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Bardem ganhou o Cannes na categoria Melhor Ator.

Contracenando com Julia Roberts no filme americano “Comer, Rezar, Amar” (Ryan Murphy, 2010), baseado no romance homônico. Bardem faz o brasileiro Felipe.

Em seu último trabalho, “Skyfall” (Sam Mendes, 2012), Bardem faz o bizarro vilão Raoul Silva.