Talvez John Barry não soubesse disso quando executou a primeira música tema de James Bond, para o filme “007 Contra o Satânico Dr. No”, há 51 anos, mas aquela seria a pioneira de um novo gênero musical, chamado spy music. A “música de espião” não remete ao suspense, como o título pode indicar. Ela não provoca o medo, mas a tensão, de forma controlada. O desafio é moderar o espanto com a segurança de que o herói vai controlar e vencer a situação.

A cada filme, as músicas temas, icônicas, se reinventavam, eram esperadas pelos fãs da franquia tanto quanto o próprio filme, e também cobiçadas entre os compositores e intérpretes. John Barry foi o intérprete de duas delas, mas compôs várias outras, tendo se consagrado como um grande nome nos filmes do agente britânico e na spy music.

Os temas do espião mais famoso da história do cinema já adotaram os acordes instrumentais, como a primeira música, interpretada pela orquestra de John Barry, já chegaram próximas ao romantismo e lá para o 15º filme começaram a se render ao pop. Alguns intérpretes mais famosos são a icônica Shirley Bassey, Nancy Sinatra, filha de Frank Sinatra, Louis Armstrong, o ex beatle Paul McCartney, Carly Simon, Duran Duran, A-ha, Tina Turner, o grupo Garbage, Madonna, e mais recentemente, no último filme da saga, a britânica Adele, com Skyfall. Sem sombra de dúvidas, essa foi a música da franquia que mais proliferou nas rádios e se popularizou entre o público, fãs ou não dos filmes.

Contudo, muitos nomes de peso já se candidataram a ser a voz da música tema de alguns filmes e receberam um solene “não”. Uma matéria da revista Bravo! de Novembro do ano passado divulgou alguns desses nomes. Na lista dos escanteados encontram-se Johnny Cash, em 1965 (007 Contra a Chantagem Atômica); Frank Sinatra, em 1967 (Só Se Vive Duas Vezes); Alice Cooper, em 1973 (O Homem com a Pistola de Ouro); e os Pet Shop Boys, em 1986 (007 na Mira dos Assassinos). Ainda foram eliminados Jamiroquai, Björk e Robbie Williams, todos em 1997 (O Amanhã Nunca Morre).

O contrário aconteceu com a cantora Amy Winehouse, que foi procurada para cantar a música tema de Quantum of Solace (2008). Contudo, meses se passaram e a cantora não apresentou sequer um demo. Os produtores acabaram afirmando que Amy não estava em condições de interpretar a canção, e quem comemorou foi Jack White e Alicia Keys, responsáveis pela música “Another Way to Die”.

Selecionei aqui as minhas músicas favoritas de todos os 23 filmes do agente 007. Abaixo a listinha e eu recomendo ardentemente escutar todas as músicas. A ordem não está por preferência, mas por cronologia dos filmes, para evitar dúvidas e empates.

Goldfinger – Shirley Bassey [Goldfinger, 1964]

 

No terceiro filme oficial da franquia, Bond investiga um poderoso milionário que levanta suspeita com remessas de ouro por vários países. A canção “Goldfinger” é imortalizada pela voz de Shirley Bassey (que, inclusive, cantou no Oscar deste ano), e posteriormente dá voz ao tema de Diamonds Are Forever (1971). O tema foi composto por John Barry e a letra escrita por Leslie Bricusse e Anthony Newley.

You Only Live Twice – Nancy Sinatra [You Only Live Twice, 1967]

 

No filme de 1967, o agente secreto tenta evitar uma Terceira Guerra Mundial, e se encontra em meio a corrida espacial entre EUA e União Soviética. Ele visita o Japão para investigar o desaparecimento de uma nave americana. A música “You Only Live Twice” é cantada por Nancy Sinatra. Novamente, John Barry foi o responsável por compor o tema. As letras são assinadas por Leslie Bricusse.

 

Live And Let Die – Paul McCartney & Wings [Live And Let Die, 1973]

 

“Live and Let Die” foi feita por ninguém menos que o ex beatle Paul McCartney, em companhia de sua então esposa, Linda McCartney. A canção faz parte do repertório de Paul, e por isso se popularizou bastante. Os Guns N’ Roses também ajudaram a divulgar a música para o público roqueiro nas décadas de 80 e 90.

The Man With The Golden Gun – Lulu [The Man With The Golden Gun, 1974]
 

Essa música está no meu top 5, sem sombra de dúvidas. Foge um pouco aos padrões das músicas as quais estávamos acostumados até então, e trás a voz marcante da cantora escocesa Lulu como intérprete. Gosto do ritmo animadinho, com momentos de contraste na canção. John Barry é responsável pela melodia e Don Black pela letra da música. O filme traz Bond (Roger Moore) como alvo de um assassino profissional, interpretado pelo consagrado Christopher Lee.

 

Nobody Does It Better – Carly Simon [The Spy Who Loved Me, 1977]

 

Nobody Does It Better é famosa conhecida de coletâneas românticas e programas Classe A de rádios, mas poucos sabem que ela é tema de um dos filmes mais marcantes de James Bond. Diferencia-se da maioria das músicas temas do espião por sua pegada romântica, a mais romântica de todos os longas da franquia. A performance é de Carly Simon. Indicada ao Oscar, a canção é composta por Marvin Hamlisch, com letra de Carole Bayer Sager.

A View To A Kill – Duran Duran [A View To A Kill, 1985]

 

Essa é outra que integra o meu top 5. Adoro a batida de Duran Duran e esse já é motivo suficiente para cair de amores por essa música, já da era pop dos temas da franquia. “A View To A Kill” é animada, e bastante agradável para os ouvidos, daquelas que já te faz começar a assistir o filme empolgado.

 

The Living Daylights – A-Ha [The Living Daylights, 1987]

 

A participação de A-ha em The Living Daylights veio bater o martelo da parceria de James Bond com o pop. Segue padrões semelhantes aos da música interpretada por Duran Duran: animada, divertida e agradável. O tema, composto por Pal Waaktaar e John Barry (novamente), foi trilha de 007 – Marcado Para a Morte, filme que estreou Timothy Dalton na pele de James Bond.

The World Is Not Enough – Garbage [The World Is Not Enough, 1999]

Penso que o maior mérito de “The World is Not Enought” seja mesmo a música tema interpretada pela belíssima e talentosíssima Shirley Manson, da banda Garbage. Afinal, não podemos esperar muito de um filme com Denise Richards e Pierce Brosnan em uma mesma cena. A música lembra as músicas clássicas do início da franquia, uma carimbada spy music. Também tem seu lugar entre as minhas cinco favoritas.

Die Another Day – Madonna [Die Another Day, 2002]

 

E eis que até o pop eletrônico entra na lista de ritmos que integraram os filmes de James Bond. A responsável pela performance da canção Die Another Day, do último filme da franquia com Pierce Brosnan, é Madonna (dispensa apresentações). Ela ainda fez uma participação no longa que tem Halle Berry como Bond Girl.

 
 

Skyfall – Adele (Skyfall, 2012)

 

Skyfall, da cantora Adele, certamente deve estar nas listas de favoritas de todas as pessoas com bom senso. Decididamente, uma das melhores da franquia, outra que também remete às canções dos primeiros filmes, com a tensão exigida por uma legítima spy music. Skyfall é o terceiro filme com Daniel Craig, tem Javier Bardem como vilão, é também a despedida de Judi Dench (“M”), e não tem uma Bond Girl. Adele e todo o seu glamour de “eu sou diva e já ganhei mais prêmios de cinema que a Meryl Streep” recebeu um Oscar por Skyfall, um Globo de Ouro e várias outros prêmios de  “Melhor Canção Original”.

Sobre o(a) autor(a)

Andressa Vieira

Jornalista, cinéfila incurável e escritora em formação. Típica escorpiana. Cearense natural e potiguar adotada. Apaixonada por cinema, literatura, música, arte e pessoas. Especialista em Cinema e mestranda em Estudos da Mídia (PPgEM/UFRN). É diretora deste site.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

Your email address will not be published.