O amor e o Black Pumas

Existem diversos tipos de amor, mas os mais comuns são os passageiros, e os que vão durar muitos e muitos anos. Apesar de toda a curtição e prazeres que o primeiro pode proporcionar, tem quem prefira – inclusive este jornalista que vos escreve – o segundo tipo: o duradouro que costuma ser marcado por sessões intensas de carinho e afagos, fora o auxílio do tempo que esclarece  de maneira mais intensa o que o outro pode oferecer, e essa troca acontece em uníssono.

Mas o que tem a ver essa comparação com a banda que eu preciso apresentar para vocês nesse texto? Acredito que tudo! Meu primeiro contato com o Black Pumas foi durante a pesquisa intensa para o Grammy de 2020, na qual eu redescobri as belíssimas canções de Lizzo e  me deparei com esse duo texano, que mistura soul, rock, pop e jazz num caldeirão certeiro de que pode sair música boa!

O primeiro álbum, trabalho este que levou à indicação, foi uma surpresa e tanto, desde os primeiros acordes até a voz suave e extremamente marcante de Eric Burton. Ao lado dele, o produtor e também guitarrista Adrian Quesada traz frases simples, ainda assim com um extremo bom gosto. É claro que os demais instrumentos que formam um arranjo equilibrado de jazz e gospel são lindíssimos, destaque para o contrabaixo e o piano bem presentes.

Tanto ao vivo quanto em estúdio o duo americano dão alma para suas composições

O cômico da situação é que, como citei acima, passado o Grammy, o frenesi por ouvir Black Pumas passou em algumas semanas. Não por desdém, longe disso, mas por outras demandas que precisava escutar e conhecer. Mas algo martelava em minha cabeça para voltar e ouvir novamente esse disco com um pouco mais de atenção, com a cabeça e o coração alinhados para extrair o máximo da experiência. O final da história é como um amor duradouro mesmo, e a cada vez que ouço mais uma vez o álbum inteiro ou as músicas soltas numa playlist mais corrida do dia a dia, a cumplicidade e o calor no coração surgem de novo.

A minha sugestão é que você comece pela faixa “Colors” só pra sentir a vibe da banda e saber o que te espera. Black Pumas produz um tipo de música perfeita para relaxar e se concentrar em atividades, e é geralmente por essa faixa que costumo apresentar para outras pessoas, iguais a você caro leitor, que talvez nunca ouviu falar deles. Outra dica, caso você esteja com tempo, é dar uma olhada no canal deles no Youtube e conferir as apresentações ao vivo e as sessions. Acredite, vale mesmo a pena!